Não é preciso pedir…

Não é preciso pedir perdão
Solenemente , basta um aceno
Mudo da janela, ou do coração,
Deixar o peito roçar o queixo,

Para sentir que somos perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados ou não,
Se for preciso perdoamos a dor

Avessa, como se fosse a nós alheia,
Perdoamos até o próprio pensar,
Quando é negro e ainda perdemos
A mossa do queixo no nosso peito,

Pensando não ser necessário
Agradecer esse simples perdão…

Joel Matos (10/2015)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

Friday, February 23, 2018 - 17:04

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

Joel's picture
Online
Title: Membro
Last seen: 9 min 56 sec ago
Joined: 12/20/2009
Posts:
Points: 40454

Comments

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

.

.

Joel's picture

Perdoamos até o próprio pensar,

dos outros

Joel's picture

perdoados, Como os poetas todos deviam ser, Mesmo estando errad

perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados, eu não

Add comment

Login to post comments

other contents of Joel

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Ministério da Poesia/General gosto 0 1.587 03/02/2011 - 16:29 Portuguese
Poesia/General A raiz do nada 0 828 02/03/2011 - 21:23 Portuguese
Poesia/General Tão íntimo como beber 1 789 02/01/2011 - 23:07 Portuguese
Poesia/General Gosto de coisas, poucas 0 1.194 01/28/2011 - 18:02 Portuguese
Poesia/General Luto 1 1.130 01/15/2011 - 21:33 Portuguese
Poesia/General Não mudo 0 884 01/13/2011 - 13:53 Portuguese
Prosas/Lembranças Cruz D'espinhos 0 1.924 01/13/2011 - 12:02 Portuguese
Prosas/Contos Núri'as Ring 0 1.408 01/13/2011 - 12:01 Portuguese
Poesia/Fantasy Roxxanne 0 1.456 01/13/2011 - 12:00 Portuguese
Poesia/General Oração a um Deus Anão 0 1.263 01/13/2011 - 11:58 Portuguese
Prosas/Saudade O-Homem-que-desenhava-sombrinhas-nas-estrelas 0 1.200 01/13/2011 - 11:57 Portuguese
Poesia/General O fim dos tempos 0 1.003 01/13/2011 - 11:52 Portuguese
Poesia/General Terra á vista 1 754 01/13/2011 - 02:13 Portuguese
Prosas/Lembranças sete dias de bicicleta pelo caminho de Santiago francês 0 1.512 01/13/2011 - 00:58 Portuguese
Poesia/General Não sei que vida a minha 1 524 01/12/2011 - 22:04 Portuguese
Poesia/General o céu da boca 0 689 01/12/2011 - 16:50 Portuguese
Poesia/General Dispenso-a 0 778 01/12/2011 - 16:38 Portuguese
Poesia/General estranho 0 1.113 01/12/2011 - 16:36 Portuguese
Poesia/General comun 0 994 01/12/2011 - 16:34 Portuguese
Poesia/General desencantos 0 1.031 01/12/2011 - 16:30 Portuguese
Poesia/General Solidão não se bebe 1 549 01/12/2011 - 03:11 Portuguese
Poesia/General Nem que 3 787 01/11/2011 - 11:39 Portuguese
Poesia/General Manhã Manhosa 2 1.025 01/11/2011 - 11:25 Portuguese
Poesia/Erotic Seda Negra 1 932 01/11/2011 - 00:19 Portuguese
Poesia/Meditation Om... 1 1.035 01/11/2011 - 00:11 Portuguese