Levas o vento para o quarto

Levas o vento para o quarto
vai ser a sua primeira vez
Tiras as meias e puxas um cigarro
ele não quer saber do fumo que se espalha na sala
nem da musica que se cruza com as balas.
Levas o vento para o quarto
e é a primeira vez aquela posição
não se vai olhar no espelho
nem ter conversas muito demoradas
Levas o vento para o quarto
mostras o livro com fotografias
imagino que não sabia nada de sexo
nem tinha poesia antes do orgasmo.
Levas o vento para o quarto
fechas as cortinas, tiras as meias e puxas um cigarro
vai ser muito rápido adormecer,é a primeira vez aquela posição

Lobo

Submited by

Tuesday, August 6, 2013 - 17:11

Poesia :

No votes yet

lobo

lobo's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 3 years 12 weeks ago
Joined: 04/26/2009
Posts:
Points: 2592

Add comment

Login to post comments

other contents of lobo

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Aphorism Anda alguém a desacertar o relógio do mundo 2 634 04/28/2009 - 18:50 Portuguese
Poesia/General Era uma vez um homem que se chamava preguiça 1 1.273 04/30/2009 - 19:33 Portuguese
Poesia/Fantasy História esquimó da criação 1 1.016 05/06/2009 - 14:10 Portuguese
Poesia/Aphorism Os poetas da chuva 4 410 05/06/2009 - 23:31 Portuguese
Poesia/Sadness Este ser guardao 2 909 05/07/2009 - 23:35 Portuguese
Poesia/Aphorism Uma certa e razoável sujidade do amor 2 501 05/10/2009 - 02:45 Portuguese
Poesia/Aphorism A humida aparencia dos segredos 2 533 05/10/2009 - 11:34 Portuguese
Poesia/Aphorism O inspector vicente tenta acertar um relógio á muito desacertado 2 854 05/10/2009 - 23:45 Portuguese
Poesia/Aphorism Histórias do cinema piolho 1 565 05/12/2009 - 01:50 Portuguese
Poesia/Aphorism O teu comboio era de um ferro velho da rua de infância. 2 876 05/16/2009 - 14:59 Portuguese
Poesia/Aphorism Vais começar a voar 1 492 05/17/2009 - 22:56 Portuguese
Poesia/Aphorism Anjo humido 3 632 05/17/2009 - 23:14 Portuguese
Poesia/Aphorism A noite tem pele 1 477 05/18/2009 - 13:08 Portuguese
Poesia/Aphorism Ao londe de longe 2 700 05/18/2009 - 13:37 Portuguese
Poesia/Aphorism Um grito que sobe da garganta á boca da rua 5 484 05/19/2009 - 22:55 Portuguese
Prosas/Others Gostava de te encontrar de novo 1 795 05/25/2009 - 18:57 Portuguese
Poesia/Aphorism A tristeza é uma flor doente 5 783 05/28/2009 - 22:32 Portuguese
Poesia/Aphorism Os ratos tomam conta do mundo 2 470 05/28/2009 - 23:01 Portuguese
Prosas/Contos Os velhos poetas 1 834 05/29/2009 - 10:49 Portuguese
Poesia/Aphorism Que grande golo 0 710 05/29/2009 - 16:27 Portuguese
Poesia/Aphorism Agora que me ponho sol 1 912 06/01/2009 - 00:01 Portuguese
Poesia/Aphorism O lugar onde pões os olhos 0 867 06/05/2009 - 11:55 Portuguese
Poesia/Aphorism Como um gesto simples de fechar os olhos 1 907 06/05/2009 - 19:36 Portuguese
Poesia/Aphorism LIVRO PUBLICADO de jose fernando lobo 1 802 06/06/2009 - 12:28 Portuguese
Poesia/Aphorism Tu sabes deitar a noite pela boca 3 682 06/07/2009 - 14:19 Portuguese