ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE SACI DE BOTUCATU - (Homenagem)

O Pererê
As crianças cantavam numa inocência santa,
mas essa cantiga escondia um segredo: um mantra
que podia atrair pra roda um menino bagunceiro,
que levantava a poeira, quando surgia no terreiro.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
E prosseguiam cantando com veemência tanta,
que girando e pulando nessa roda que encanta,
não viam na brincadeira uma coisa bem funesta,
perigosa, irreal que pode acabar com a festa.

Então surgiu lá na porta, a vozinha muito braba.
O que vocês tão fazendo? É brincadeira “marvada”!
Não se chama o Pererê, ele não respeita ninguém,
ele só faz travessuras, não vale nem um vintém.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
Mas ninguém ouviu a vó, que já estava chateada.
Vamos parando com isso! Vão pra dentro garotada!
O saci já está na roda, chegou e tá brincando agora.
Vocês vão correr de medo, mais ele não vai embora.

Mas, para prender o Pererê, a vó sempre tem um jeito.
Ela pegou seu rosário, e fez um laço bem feito.
Na hora que levantou poeira, girando no remoinho;
ela, então, veio por detrás, jogou o laço de mansinho.

Pererê, Pererê, agora eu prendi você?
Eu não quero mais te ver.
Pererê tá preso no laço, a vó acertou na primeira.
Ele vai se safar dessa, na próxima brincadeira.
A criançada no quarto dorme um sono profundo.
O Pererê só cochila, vai logo estar solto no mundo.

jthamiel - Você já viu o Saci?
13.07.16
22:23h

Submited by

Thursday, July 14, 2016 - 02:31

Poesia :

No votes yet

J. Thamiel

J. Thamiel's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 4 hours 5 min ago
Joined: 05/02/2016
Posts:
Points: 3002

Add comment

Login to post comments

other contents of J. Thamiel

Topic Titlesort icon Replies Views Last Post Language
Poesia/Disillusion CRECIMIENTO 0 499 10/05/2019 - 15:44 Spanish
Poesia/General A s a u d a d e 0 1.386 07/30/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/General A CHUVA 0 775 10/26/2017 - 15:53 Portuguese
Poesia/General A FOLHA SECA 2 1.339 06/15/2018 - 18:30 Portuguese
Poesia/General DELÍRIO DE PYATÃ 0 724 02/07/2017 - 01:05 Portuguese
Poesia/General Deus perdoa sempre. Os homens de acordo com seus interesses. A natureza... nunca! 0 850 09/20/2016 - 12:53 Portuguese
Poesia/General EL TIEMPO 0 1.247 09/26/2018 - 17:13 Spanish
Poesia/Love FELISBELA, MEU AMOR 0 1.117 05/24/2016 - 12:38 Portuguese
Poesia/General FILOSOFIA DE UM BÊBADO 0 658 12/17/2019 - 14:15 Portuguese
Poesia/General LA FELICIDAD 2 1.444 03/02/2018 - 14:59 Spanish
Poesia/Dedicated O BOM POETA - (Homenagem) 0 643 02/07/2019 - 17:38 Portuguese
Poesia/Fantasy OUTONO (Poesia concreta) 0 1.291 08/01/2016 - 01:12 Portuguese
Prosas/Others "belém" ou pra lá de "belém"? 0 710 12/02/2016 - 14:22 Portuguese
Poesia/General "DE BOA" 4 1.541 07/21/2016 - 19:37 Portuguese
Poesia/Dedicated "DE MEIA" 0 579 06/27/2016 - 19:30 Portuguese
Poesia/General "DISACATU" 0 492 06/05/2016 - 15:46 Portuguese
Poesia/Dedicated "LAUS AD POETRY" 0 652 06/18/2016 - 15:18 Portuguese
Poesia/Fantasy "LINDIMONY" 0 548 07/26/2016 - 00:12 Portuguese
Poesia/Dedicated "MINHO" 0 989 06/20/2016 - 18:34 Portuguese
Poesia/General "PINTO NO LIXO" 0 944 08/04/2016 - 15:27 Portuguese
Poesia/Fantasy "SSSS" DESASSISADA 0 1.608 07/31/2016 - 03:11 Portuguese
Poesia/Fantasy ' M E T A M O R F O S ' 0 879 10/05/2017 - 18:56 Portuguese
Prosas/Others 'ENSAIO' DE ANÁFORA PLEONÁSTICA 0 626 05/31/2016 - 21:29 Portuguese
Poesia/Dedicated 590 DEGRAUS - Acesso ao Cruzeiro de Piracaia 0 702 01/05/2019 - 14:51 Portuguese
Poesia/Dedicated 591 DEGRAUS 0 909 07/29/2016 - 14:23 Portuguese