que poema tirar da cartola.


o girassol busca o sol
o navegante o destino
a gélida sazão a quentura a pino
a investigação a interpol
rs

eu a sobreviver me atino
matutando a cada arrebol
nunca serei peixe adulto
é-me cômodo ser girino
pra vida sou pseudo arguto
num memorial repentino

a poesia busca  a gruta
esquecida da escol
a minha um tanto biruta
é carne viva  no formol

minhas palavras remexidas
um cacho de marimbondos
se perdem no besteirol

talvez eu busque o sossego
mas o que me dá medo
nestas nuances antigas
é achar que posso prever
qualquer passo antes dos tombos
com o microlume  dum farol

que poema tirar da cartola
duma flor
dum pássaro
dum sentir camuflado
do amor
????
(às vezes penso em cortar uma mulher em quatro
e arrancar-lhe o coração...)

escrevo para  Et's
a vocês e vosmecês
do meu canto escuro
no silêncio
substrato dum crisol

não sou água corrente
talvez um poço esquecido de águas mortas

jogo meu anzol

de vez em quando pesco umas frases tortas
que não limpam meu peito
como a essência do eucaliptol

>>>

***

Submited by

Friday, December 27, 2019 - 02:32

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

REHGGE

REHGGE's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 4 days 13 hours ago
Joined: 06/08/2012
Posts:
Points: 225

Add comment

Login to post comments

other contents of REHGGE

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Sadness vendavais. 0 528 12/30/2019 - 21:22 Portuguese
Poesia/Thoughts que poema tirar da cartola. 0 555 12/27/2019 - 02:32 Portuguese
Poesia/Text Files sr. Jones. 0 583 12/27/2019 - 02:21 Portuguese
Prosas/Others sr. Jones. 0 334 12/27/2019 - 02:19 Portuguese
Poesia/Love além da carne e dos sentidos. 4 1.289 12/22/2019 - 16:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicated homenagem a Júlio Saraiva, maluco, poeta e jornalista 2 3.508 12/13/2019 - 16:56 Portuguese
Poesia/General um toque de sensibilidade. 1 1.096 02/28/2018 - 20:20 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasy QUEM SABE SE EU TIVESSE O DOM 0 3.122 05/01/2013 - 01:17 English
Poesia/Erotic (in)CONCLUSO. 0 2.621 03/31/2013 - 22:11 English
Poesia/Erotic (in)CONCLUSO. 0 2.322 03/31/2013 - 22:11 English
Poesia/Intervention bananas, ó 0 3.364 02/12/2013 - 23:08 Portuguese
Poesia/General do tempo decrescente. 0 3.126 02/12/2013 - 17:59 Portuguese
Poesia/Erotic (in)concluso. 0 2.881 02/11/2013 - 23:38 Portuguese
Poesia/Dedicated nem só de poemas vive o poeta, mas de todo sonho possível. 0 3.030 12/15/2012 - 23:16 Portuguese
Poesia/Love AREALVA 0 3.329 12/02/2012 - 00:54 Portuguese
Ministério da Poesia/General mãos. 0 3.092 11/24/2012 - 17:30 Portuguese
Poesia/General águas passadiças. 0 3.245 11/24/2012 - 17:18 Portuguese
Poesia/Sonnet 2 sonetos ordinários numa noite não menos ordinária no Bairro do Bixiga, SP. 0 3.356 08/12/2012 - 00:34 Portuguese
Poesia/Intervention da corrupção. 1 3.470 08/01/2012 - 22:31 English
Ministério da Poesia/Sonnet à face do dia. 0 3.107 07/29/2012 - 23:07 Portuguese
Poesia/General O CANTO DO UIRAPURU 0 3.263 07/27/2012 - 23:27 Portuguese
Ministério da Poesia/Disillusion FLOR DE CACTO // flor de cactus 0 3.410 07/16/2012 - 00:42 Portuguese
Poesia/Dedicated CANÇÃO AO MEU QUERIDO BRASIL 1 2.762 07/09/2012 - 08:02 Portuguese
Poesia/General Que saudade de tudo que reside em mim 0 3.052 07/06/2012 - 23:46 Portuguese
Poesia/Sonnet POR QUE A VIDA É ASSIM 0 3.174 06/29/2012 - 23:57 Portuguese