Vou Continuar

vou continuar, da mesma forma que sou,
- simples e discreto - a gostar de ti

vou continuar a querer o teu pescoço
para poder beijar a pele descoberta
ou beijar-te com um olhar envergonhado

vou continuar os dias por longos e
largos caminhos a respirar o teu ar,
fechar os olhos depois de te cruzar

vou continuar a mexer nas nuvens até
parecer existente um desenho meu e teu
afixado num lugar clandestino no céu

vou continuar a tocar-me pensando
na lingua a percorrer-te e a tocar-te:
desejo para além do pensamento

vou continuar a levar comigo
o sabor do teu cheiro morto nos lábios,
epicentro deste terramoto

devastador é quando o telefone não toca
e nada chama pelo nosso nome,
pela nossa incongruente presença

vou continuar continuamente...a continuar,
só assim consigo suster a bala
mortalmente pronta a atingir o objectivo

vou continuar a regar as flores
que plantei em teu redor, nos sonhos
mais singelos e inocentes

vou continuar a deixar consumir-me pelo
rato roedor que vive dentro de mim,
atiçando os nervos consequentes da tua indiferença

vou continuar até que nada me seja imposto,
enquanto a morte me permite ser eu
e deixe que continue a sentir-te

o telefone não toca e
nada chama pelo meu nome,
pela minha incongruente presença

Hugo Sousa

Submited by

Tuesday, March 18, 2008 - 09:11

Poesia :

No votes yet

HugoSousa

HugoSousa's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 9 years 28 weeks ago
Joined: 03/09/2008
Posts:
Points: 243

Comments

Henrique's picture

Re: Vou Continuar

Boa meditação, a vida é o pano de fundo do sonho…

:-)

Add comment

Login to post comments

other contents of HugoSousa

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Fotos/Profile Eu há uns bons aninhos. 0 722 11/24/2010 - 00:34 Portuguese
Fotos/Profile Outro eterno amor. 0 695 11/24/2010 - 00:34 Portuguese
Fotos/Profile 119 0 882 11/24/2010 - 00:34 Portuguese
Fotos/Profile 118 0 772 11/24/2010 - 00:34 Portuguese
Fotos/Profile 117 0 951 11/24/2010 - 00:34 Portuguese
Prosas/Others Árvore de Sanguessugas - III / Companhia de Sensações - I 0 436 11/18/2010 - 23:39 Portuguese
Prosas/Others Árvores de Sanguessugas - I 0 537 11/18/2010 - 23:39 Portuguese
Poesia/General Não Sei, O Medo 0 569 11/17/2010 - 19:29 Portuguese
Poesia/General Vou Continuar 0 661 11/17/2010 - 19:29 Portuguese
Poesia/General Por Vezes Sim 1 350 02/25/2010 - 23:31 Portuguese
Poesia/General Minha Mulher Morta (Tendência dos Três M's) 1 479 02/25/2010 - 23:30 Portuguese
Prosas/Others Hoje Não 1 583 02/24/2010 - 14:27 Portuguese
Prosas/Others Dói-lhe Os Dentes - Parte I 1 730 02/24/2010 - 14:26 Portuguese
Prosas/Others Dói-lhe Os Dentes - Parte II 1 557 02/24/2010 - 14:26 Portuguese
Prosas/Others Gostamos De Cerejas, Arranca-me Os Olhos 1 630 02/24/2010 - 14:22 Portuguese
Prosas/Others Mataram-me-te 1 787 02/24/2010 - 14:21 Portuguese
Prosas/Others Companhia de Sensações - II 1 416 02/24/2010 - 14:15 Portuguese
Prosas/Others Árvore de Sanguessugas - IV 1 638 02/24/2010 - 14:14 Portuguese
Poesia/General Sonhos Altos 1 459 02/24/2010 - 02:54 Portuguese
Poesia/General Nem No Cochão Existem Dias 1 406 02/24/2010 - 02:53 Portuguese
Poesia/General Sopro 1 392 02/24/2010 - 02:53 Portuguese
Poesia/General Anti 1 835 02/24/2010 - 02:49 Portuguese
Poesia/General Resto 1 442 02/24/2010 - 02:48 Portuguese
Poesia/General Morreu O Titulo 1 433 02/24/2010 - 02:47 Portuguese
Poesia/General Na Desistência Está A Virtude Quando Nada Vale A Pena 1 451 02/24/2010 - 02:46 Portuguese