Na Pressa de Chegar

Na pressa de Chegar


(do nada)
O vento revirado avistou alguém nas estradas
De multi-centenário pó
Este alguém julgava ser incapaz, na véspera,
De caminhar esfarrapado e morrer sem dele próprio
Ter do mais ruim senão igual dó.

Soprou-lhe as feridas num prado de erva-de-são-roberto,
Junto a um riacho imperfeito e feito das escuras penas
Como quem lava leve rasto de si e impróprio.

Desamarrou-lhe dos costados os estrambólicos fardos
Para que descobrisse noutros sopros
Outros palcos destas ou doutras crenças
Revisitadas por velhos ventos sagradas
Descritos nos “Oráculos dos templos”

O vento revirado avisto-o de novo nas estradas
Mas agora já sem vulgares rumores por perto.

Jorge Santos
(2010/09)

Submited by

Thursday, December 16, 2010 - 21:54

Poesia :

No votes yet

Joel

Joel's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 week 1 day ago
Joined: 12/20/2009
Posts:
Points: 40756

Add comment

Login to post comments

other contents of Joel

Topic Titlesort icon Replies Views Last Post Language
Ministério da Poesia/General "Sinto" 13 1.363 10/16/2018 - 08:29 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism "Tarou" 10 2.398 03/23/2018 - 09:17 Portuguese
Ministério da Poesia/General "y Grego" 0 443 03/05/2018 - 11:31 Portuguese
Poesia/General (1820) 305 1.919 03/30/2019 - 16:14 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Busco a eternidade-num-saco-vazio) 265 1.176 06/07/2019 - 18:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Demente em contra-mão) 10 510 05/25/2018 - 08:41 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Do que me vai na alma) 10 595 03/23/2018 - 17:46 Portuguese
Poesia/General (Meu lar é uma taberna) 10 1.367 04/10/2018 - 15:22 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Meu reino é um prado morto) 10 912 03/28/2018 - 16:07 Portuguese
Poesia/General (Meu reino é um prado morto) 24 926 12/02/2018 - 18:04 Portuguese
Ministério da Poesia/General (O SantoSobrou) 1 607 02/20/2018 - 16:31 Portuguese
Poesia/Intervention (Os míseros não Têm Mando) 6 855 02/28/2018 - 16:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Intervention (Os Míseros não Têm Mando) 17 1.207 12/02/2018 - 18:34 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Ouçam-me, pra que eu possa…) 123 1.513 05/22/2019 - 14:34 Portuguese
Ministério da Poesia/General (Ouçam-me, pra que eu possa…) 10 396 03/20/2018 - 17:57 Portuguese
Poesia/General (Vive la France) 465 2.834 04/14/2019 - 18:48 Portuguese
Poesia/General - Papoila é nome de guerra - 359 30.724 04/09/2019 - 10:56 Portuguese
Poesia/General -O corte do costume, se faz favor – 14 691 10/16/2018 - 08:38 Portuguese
Ministério da Poesia/General 11 Minutos 0 177 02/23/2018 - 12:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General 11 Minutos 10 445 03/23/2018 - 08:58 Portuguese
Ministério da Poesia/Aphorism 2 1 2.237 03/01/2018 - 09:56 Portuguese
Ministério da Poesia/General A casa das coisas. 0 175 02/23/2018 - 13:02 Portuguese
Ministério da Poesia/General A casa das coisas. 10 381 03/20/2018 - 15:57 Portuguese
Poesia/General A casa dos sonhos 0 1.016 11/15/2013 - 15:50 Portuguese
Ministério da Poesia/General A confissão 10 466 03/21/2018 - 10:51 Portuguese