Espírito de um Natal bem humano...

Que o Espírito do Natal
Esteja sempre presente em nossos lares,
Em nossas mentes e corações

Trazendo a paz e a harmonia,
Sensibilidade em perceber as diferenças
Sabedoria ao fazer nossas escolhas

Irradiando luz em nossos caminhos
Solidariedade para ajudar os necessitados
Serenidade para aceitar as mudanças

Renovando a energia de nossas baterias físicas
Recarregue as vibrações positivas
Apazigue os nossos espíritos inquietos

Saudando a cada um dos presentes, como irmão
Alimente com o vinho e o pão,
A sagrada ceia da noite de Natal

Vivendo no limite das possibilidades modernas
Descarregue agora o fardo dos nossos dias cansados
Doe o que tem de mais precioso: o gesto de amor.

Presentes abertos, lágrimas e sorrisos
Lembranças queridas, aperto no peito
Mas, sempre uma vida que re-nasce

A todos nós, um brinde fraterno
E um humilde agradecimento
Pelo fato de:

Sermos o que deveras somos,
Humanos, demasiado humanos

De querermos mais do que necessitamos
Humanos, demasiado humanos

De suportarmos o que padecemos
Humanos, demasiado humanos

De vivermos o que podemos,
Humanos, demasiado humanos

De lutarmos pelo que acreditamos
Humanos, demasiado humanos

Goiânia, 24 de dezembro de 2010.

AjAraújo, poema de Natal, inspirado em Charles Dickens e em G. F. Nietszche.

Submited by

Friday, December 24, 2010 - 23:41

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

AjAraujo's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 year 20 weeks ago
Joined: 10/29/2009
Posts:
Points: 15584

Add comment

Login to post comments

other contents of AjAraujo

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Intervention Árvore-vida 0 801 05/14/2012 - 18:22 Portuguese
Poesia/Aphorism Cascata 0 813 05/14/2012 - 18:19 Portuguese
Poesia/Haiku Lágrimas da folha 0 880 05/14/2012 - 18:16 Portuguese
Videos/Music De paso (Luis Eduardo Aute) 0 937 05/01/2012 - 00:31 Spanish
Videos/Plays De la luz a la sombra (Luis Eduardo Aute) 0 2.969 05/01/2012 - 00:27 Spanish
Videos/Music La vida al pasar (Luis Eduardo Aute) 0 1.635 05/01/2012 - 00:17 Spanish
Poesia/Meditation Tempo será (Manuel Bandeira) 0 906 04/25/2012 - 10:57 Portuguese
Poesia/Meditation Voz de fora (Manuel Bandeira) 0 868 04/25/2012 - 10:55 Portuguese
Poesia/Dedicated Meninos Carvoeiros (Manuel Bandeira) 0 1.417 04/25/2012 - 10:53 Portuguese
Poesia/Meditation Pesquisa (Paulo Mendes Campos) 0 1.581 04/23/2012 - 11:01 Portuguese
Poesia/Meditation Infância (Paulo Mendes Campos) 0 902 04/23/2012 - 10:57 Portuguese
Poesia/Meditation Copacabana 1945 - excertos (Paulo Mendes Campos) 0 918 04/23/2012 - 10:55 Portuguese
Poesia/Joy O sol e o poeta 1 685 04/14/2012 - 17:34 Portuguese
Poesia/Meditation O sonho nos envia sinais para... viver 0 722 04/14/2012 - 12:06 Portuguese
Videos/Music Irish Traditional Music (Joannie Madden, Bill Douglas and Taliesin Orchestra) 0 1.622 04/14/2012 - 11:23 English
Videos/Music Song for the Avatar Movie ending (Enigma) 0 1.341 04/14/2012 - 11:14 Portuguese
Videos/Music Winter HD Landscapes New Age Music HD (James Asher) 0 2.756 04/14/2012 - 10:59 English
Poesia/Dedicated Magdalena (Marina Tsvetáieva) 0 759 04/14/2012 - 01:25 Spanish
Poesia/Love Poema do Fim (Marina Tsvetáieva) 0 3.664 04/14/2012 - 01:10 Portuguese
Poesia/Intervention Psique (Marina Tsvetáieva) 1 794 04/14/2012 - 00:58 Portuguese
Poesia/Thoughts Quando nada é certo, tudo é possível (Margareth Drabble) 0 1.361 04/11/2012 - 12:33 Portuguese
Poesia/Thoughts A capacidade de mudar o mundo (Margareth Mead) 0 1.365 04/11/2012 - 12:19 Portuguese
Poesia/Meditation Enigma, Sigma (a propósito dos seres e as drogas) 0 939 04/11/2012 - 12:13 Portuguese
Poesia/Love Uma Carta de Amor (Julio Cortazar) 1 9.266 04/11/2012 - 09:55 Portuguese
Poesia/Meditation Tenho (Nicolas Guillen) 0 944 04/11/2012 - 00:39 Portuguese