Perspectiva

Perspectiva
E visão
Metáfora onde me escrevo, circular e infinito
Mas por agora sem espaço
Nas prateleiras eternas da existência de tudo.

De todos os momentos, tão iguais na razão de tempo
Traduzidos em vários pontos como marcas feitas na vida
Escolho aquele, onde estanca e se aquieta o pensamento
E se alarga a alma, estendendo-se, por um plano sem medida

A previsão
Do tempo que falta
Ao tempo que me falta
É não saber o quanto, nem querer saber
Sabendo, que todo o tempo, depois do tempo
É meu, na minha inexistência

[…]

Submited by

Jueves, Enero 29, 2015 - 11:20

Poesia :

Sin votos aún

nunomarques

Imagen de nunomarques
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 2 años 37 semanas
Integró: 02/09/2010
Posts:
Points: 1390

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of nunomarques

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General Temporal 1 428 02/27/2018 - 11:17 Portuguese
Poesia/General A coisa mais estúpida do mundo 1 749 02/27/2018 - 11:16 Portuguese
Poesia/General Justificação racional 0 470 01/30/2015 - 12:36 Portuguese
Poesia/General Perspectiva 0 590 01/29/2015 - 11:20 Portuguese
Poesia/General Esclarecimento 0 429 09/09/2014 - 12:23 Portuguese
Poesia/General Poema e chuva 1 599 05/25/2014 - 04:17 Portuguese
Poesia/General Debruçado sobre a janela 0 605 03/17/2014 - 10:47 Portuguese
Poesia/General Strange 0 602 03/17/2014 - 10:44 Portuguese
Poesia/General Viver é sair para a rua de manhã, aprender a amar e à noite voltar para casa. 0 677 01/30/2014 - 20:37 Portuguese
Poesia/General Interior 0 547 09/15/2013 - 11:00 Portuguese
Poesia/General Ilusório 0 601 09/13/2013 - 17:26 Portuguese
Poesia/General O fim é uma despedida sem adeus 0 1.371 09/09/2013 - 20:13 Portuguese
Poesia/General Momento 0 555 05/21/2013 - 16:38 Portuguese
Poesia/General “La folie” 0 427 05/08/2013 - 14:44 Portuguese
Poesia/General Á luz de uma lua de Saturno 0 474 04/16/2013 - 09:10 Portuguese
Poesia/General Insónia 0 344 04/15/2013 - 11:25 Portuguese
Poesia/General Caravelas azuis céu adentro por dois mil anos 4 866 05/23/2012 - 23:28 Portuguese
Poesia/General Concordata - O desejo 2 872 05/14/2012 - 16:38 Portuguese
Poesia/Tristeza Qualquer coisa sem propósito 3 777 04/20/2012 - 15:24 Portuguese
Poesia/General Concordata - A cena 1 769 03/07/2012 - 09:47 Portuguese
Poesia/General Concordata - A máscara 2 721 03/07/2012 - 09:43 Portuguese
Poesia/General Os meus braços são estradas 3 703 02/25/2012 - 16:59 Portuguese
Poesia/General Dança bailarina até ao fim da noite 5 755 02/19/2012 - 23:45 Portuguese
Poesia/General A fria realidade dos poemas sem calor 0 746 12/19/2011 - 21:29 Portuguese
Poesia/General Há fantasmas por todo o lado 1 992 12/04/2011 - 22:36 Portuguese