Os Lusos Poetas

Fala-me Camões do salso argento;
e logo vejo e acrescento
uma nota de lamento.

Como se só lusa fosse a dor,
a lamúria, o clamor,
o espanto e o horror.

E Pessoa me fala
do tamanho da alma.
É uma lágrima que cala
no meio da noite calma.

Lusos poetas. Latinos poetas.
Cantam de onde vim.
Das almas que me antecederam
nas paixões em que arderam.

Lusos poetas
da lusa poesia:
saudade e maresia
na espera de cada Maria.

Homenagem pouca ao maior Poeta vivo de Portugal, Filipe Campos Melo.
 


Produção e divulgação de Vera L. M. Teragosa.

Submited by

Domingo, Enero 17, 2016 - 21:16

Poesia :

Sin votos aún

fabiovillela

Imagen de fabiovillela
Desconectado
Título: Moderador Poesia
Last seen: Hace 3 años 35 semanas
Integró: 05/07/2009
Posts:
Points: 6158

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of fabiovillela

Tema Título Respuestasordenar por icono Lecturas Último envío Idioma
Prosas/Otros Arne NAESS - Filósofos Modernos e Contemporâneos 0 1.606 06/27/2012 - 12:32 Portuguese
Poesia/Fantasía Rex Tirano Candidato 0 1.196 09/18/2010 - 23:40 Portuguese
Prosas/Otros Filosofia Moderna e Contemporânea - ORTEGA y GASSET, José - o Livre-Arbítrio - Eu sou eu e as minhas circunstâncias. 0 1.573 05/22/2012 - 23:25 Portuguese
Poesia/Amor Laços e Fitas 0 945 05/16/2013 - 20:28 Portuguese
Poesia/General 21 de Brasil 0 825 04/21/2013 - 16:14 Portuguese
Poesia/Dedicada Lusos Poetas 0 1.236 11/17/2010 - 23:42 Portuguese
Poesia/General Por quem 0 1.626 11/17/2010 - 23:42 Portuguese
Poesia/Amor Ceia 0 1.550 11/17/2010 - 23:43 Portuguese
Poesia/General Escritas 0 1.224 11/17/2010 - 23:46 Portuguese
Poesia/Soneto Soneto Leve 0 2.018 11/17/2010 - 23:46 Portuguese
Poesia/Amor Brilho 0 2.058 11/17/2010 - 23:46 Portuguese
Poesia/Amor O Tarô e o Amor 0 723 11/17/2010 - 23:46 Portuguese
Poesia/General Que 0 2.474 07/23/2009 - 21:35 Portuguese
Poesia/Tristeza Febre 0 1.933 11/17/2010 - 23:50 Portuguese
Poesia/General Faça-se 0 4.439 11/17/2010 - 23:50 Portuguese
Poesia/General Canário 0 766 11/17/2010 - 23:50 Portuguese
Poesia/General Indigências 0 1.104 11/17/2010 - 23:51 Portuguese
Poesia/Tristeza Hotéis 0 1.435 11/17/2010 - 23:53 Portuguese
Poesia/Aforismo Cultivar 0 1.352 11/17/2010 - 23:54 Portuguese
Poesia/Tristeza Morfina 0 1.162 11/17/2010 - 23:54 Portuguese
Poesia/Amor Corpos 0 977 08/27/2009 - 05:15 Portuguese
Poesia/General Intervalo e Avenida 0 707 05/30/2013 - 16:56 Portuguese
Poesia/General O Sol e a Sereia 0 1.287 11/17/2010 - 23:54 Portuguese
Poesia/General Cultura de Almanaque 0 1.260 11/17/2010 - 23:58 Portuguese
Prosas/Otros Schopenhauer e o Idealismo Alemão - O Suicidio - Parte VIII 0 1.626 06/30/2014 - 21:53 Portuguese