"Suburbano de cor!"

Quando versos, se tornarem religião!
E a carne, se tornar insatisfação!
Serei poesia, prosas e versos!
Serei o inverso do que esperavam!
Serei real tal qual uma rosa!
Quanto à poesia, se tornar pele!
Não procurarei cobertor!
Nem tampouco calor que me aqueça!
Menos ainda motivos de arrepios!
Quando as palavras, se tornarem silêncio!
Gritarei ao mundo tudo que aprendi!
Pincharei os muros da discórdia, fazendo assim cessar as guerras!
E sem medo da morte, cantar!
Entoando tudo aquilo que for proibido!
Fazer melodias, mesmos com os riscos!
Já mais temerei!
E se preciso for, darei meu sangue e corpo como exemplo!
Assim como outrora fora feito!
Sem esperar reconhecimento!
E se no momento de minha morte, me fizerem pedir clemência!
Não o farei, pois mais forte é minha teimosia!
Mais bela, minha coragem!
E mais certo, meu conhecimento!
Pois nem tudo que eu fizer, escrever ou falar mudará as mentes hipócritas!
Nem os fará mudar seus pensamentos insanos e nem sua sede de matar!
Mas, contudo, não será real!
Ou até mesmo fará diferença!
Pois sou apenas um suburbano de cor!

Verton Brandino
Colatina ES
22/03/2017

Submited by

Viernes, Octubre 13, 2017 - 14:44

Poesia :

Sin votos aún

Verton Brandino da Silva

Imagen de Verton Brandino da Silva
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 7 horas 39 mins
Integró: 04/13/2011
Posts:
Points: 801

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Verton Brandino da Silva

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General "Contar-te-ei!" 0 541 07/02/2019 - 11:31 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Luar chuvoso!" 2 1.438 07/02/2019 - 11:15 Portuguese
Poesia/General "Ditos além do saber!" 0 574 07/01/2019 - 10:58 Portuguese
Poesia/General "Frio amigo!" 0 653 07/01/2019 - 10:52 Portuguese
Poesia/General "Peça!" 0 519 12/09/2018 - 03:27 Portuguese
Poesia/Fantasía “Onde estão?” 0 933 12/03/2018 - 04:09 Portuguese
Poesia/Gótico "Pesadelo comum!" 0 738 12/03/2018 - 02:04 Portuguese
Poesia/Meditación "Sim!" 0 1.169 11/27/2018 - 21:49 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Verbo reeditado!" 0 720 11/25/2018 - 15:26 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Ilusões Particulares!" 0 631 11/25/2018 - 15:22 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Está lá !" 0 795 08/24/2018 - 00:11 Portuguese
Poesia/Tristeza "Para que ter pressa?" 0 642 05/08/2018 - 04:58 Portuguese
Poesia/Dedicada "Eu vi!" 0 837 05/06/2018 - 13:00 Portuguese
Poesia/General "De que serve?" 0 501 05/06/2018 - 12:57 Portuguese
Poesia/Comedia "Apenas uma comedia!" 0 816 04/23/2018 - 01:01 Portuguese
Poesia/Gótico "Não chorem!" 0 836 04/22/2018 - 18:43 Portuguese
Poesia/Meditación "Quando ele morrer!" 0 651 04/19/2018 - 21:10 Portuguese
Poesia/Meditación "Observando!" 0 756 04/19/2018 - 21:08 Portuguese
Poesia/General "Versos inversos!" 0 671 10/13/2017 - 15:26 Portuguese
Poesia/Meditación “Ficção x Realidade” 0 720 10/13/2017 - 14:57 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Suburbano de cor!" 0 760 10/13/2017 - 14:44 Portuguese
Poesia/General "Não olhe" 0 666 10/07/2017 - 22:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Pura Infância" 0 631 10/07/2017 - 22:03 Portuguese
Poesia/Meditación "Confissão!" 0 866 10/07/2017 - 20:41 Portuguese
Poesia/Pensamientos "Dizem por aí!" 0 1.946 12/14/2016 - 23:29 Portuguese