Eu erro o ar que meto…

Eu erro o ar que meto plo osso do nariz,
O mero deitar-me com o que fiz
E levantar-me com o “se nada
Fosse”, como se tivesse eu perdido

Todos os fios das madrugadas, o frio ar
Que não respiro nem lembro se,
E começo de resto zero outra vez,
Sou feliz pouco por isso, não lembro

O que perco e porque morro da fala
Todos os dias um pouco, fosse
Por medo de errar o que da sorte
Se diz e o esquecimento que me

Cobrirá, do que a terra molde
Em acerto e normalidade
Eu erraria o ar que respiro menos, forço
O fazer falsa parte daqueles

Que vêm simples, os símbolos de ver
Dos olhos cansados da Terra
E o que nela ocupam na largura,
Do peito ao dorso, esse não tão oco

Como meu, que o ouço não respirar,
Eu erro o ar que meto plo osso do nariz,
No meio da boca torta,(um pouco)..

Jorge Santos (01/2017)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

Viernes, Febrero 23, 2018 - 17:01

Ministério da Poesia :

Su voto: Nada Promedio: 5 (1 vote)

Joel

Imagen de Joel
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 3 días 18 horas
Integró: 12/20/2009
Posts:
Points: 39366

Comentarios

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

E o que nele ocupo na largura, do peito ao poço

E o que nele ocupo na largura, do peito ao poço

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Joel

Tema Título Respuestasordenar por icono Lecturas Último envío Idioma
Ministério da Poesia/Aforismo andorinhão 0 1.639 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo sentir mais 0 992 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo palabras 0 1.460 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo A matilha 0 2.268 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo ao fim e ao cabo 0 1.050 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo o bosque encoberto 0 755 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo nem teu rubor quero 0 1.033 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo em nome d'Ele 0 1.199 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Troia 0 1.551 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo desabafo 0 1.574 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Inquilino 0 905 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Pietra 0 1.421 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo não cesso 0 766 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada professas 0 1.278 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo amor sen'destino 0 1.462 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Balada para um turco 0 1.108 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada Francisca 0 1.976 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo tudo e nada 0 944 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada Priscilla 0 1.140 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Asa calada 0 1.472 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo flores d'cardeais 0 1.264 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada Magdalena 0 1.354 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo peito Abeto 0 1.158 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo rapaz da tesoura 0 1.266 11/19/2010 - 19:16 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo Koras 0 1.411 11/19/2010 - 19:16 Portuguese