[Morto]

Morto
Sem ter aberto os olhos.
Sem ter sentido o gosto
Da vida na boca.
Morto
Sem ter o nome lembrado.
Sem imaginar o que é afeto.
Apenas a violência dos gestos,
O desespero da sobrevivência
Em meio ao luto diário.
De uma miséria penetrada na carne,
Que exala dor e odor do caos disfarçado
Que carinhosamente chamamos de tempero.
Morto
Das ordens que nunca cessam.
Refém do silêncio,
Que assombra a noite.
Dos sonhos que viram pesadelos
Por desejos nunca satisfeitos.
Morto
E isso basta.

Pablo Danielli

Submited by

Jueves, Octubre 25, 2018 - 19:56

Poesia :

Sin votos aún

Pablo Gabriel

Imagen de Pablo Gabriel
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 3 semanas 11 horas
Integró: 05/02/2011
Posts:
Points: 2916

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Pablo Gabriel

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General As arvores e nós 2 1.584 05/09/2011 - 23:12 Portuguese
Poesia/Amor Poesia para o novo amor 1 1.463 05/08/2011 - 23:12 Portuguese
Poesia/General Tic-Tac 1 675 05/08/2011 - 23:03 Portuguese
Poesia/General Bolso Vazio 1 1.113 05/08/2011 - 23:00 Portuguese
Poesia/General Loucura 1 1.229 05/08/2011 - 22:59 Portuguese
Poesia/General A maquina e o homem 1 1.028 05/08/2011 - 22:57 Portuguese
Poesia/General Tosco 1 830 05/08/2011 - 22:55 Portuguese
Poesia/General O sonho acabou! 1 1.197 05/08/2011 - 22:52 Portuguese
Poesia/General Estava entre quatro paredes 1 669 05/08/2011 - 22:47 Portuguese
Poesia/General Mãe, mulher, menina. 1 620 05/08/2011 - 22:45 Portuguese
Poesia/General Vida Nova 1 699 05/08/2011 - 22:42 Portuguese
Poesia/General Comum 1 1.693 05/08/2011 - 22:39 Portuguese
Poesia/General Significados 1 508 05/08/2011 - 22:36 Portuguese
Poesia/General Vida 1 1.814 05/08/2011 - 22:34 Portuguese
Poesia/General Puro 1 922 05/08/2011 - 22:32 Portuguese
Poesia/General Grito dos excluidos 1 820 05/08/2011 - 22:22 Portuguese
Poesia/General Agua vida, seca morte. 1 840 05/08/2011 - 22:19 Portuguese
Poesia/General Amores tardios 1 1.349 05/08/2011 - 21:21 Portuguese
Poesia/General Sobre a flor 1 860 05/08/2011 - 21:18 Portuguese
Poesia/General Culpados 1 911 05/08/2011 - 21:11 Portuguese
Poesia/General Pedaços Sagrados 1 700 05/05/2011 - 21:02 Portuguese
Poesia/General Pés queimados 1 832 05/05/2011 - 20:49 Portuguese
Poesia/General Ao Certo 1 1.087 05/05/2011 - 20:46 Portuguese
Poesia/General Ar 1 1.543 05/05/2011 - 20:42 Portuguese
Poesia/General Fim do Dia 1 826 05/05/2011 - 20:39 Portuguese