música adormecida

Entro naquele lugar,
percorro corredores apinhados de gente.
e disfarço...
Vejo e sinto-te ao longe,
evito o teu olhar,
nego um confronto
fogem- me as palavras
sinto um ameaço.

A noite se enrola,
a música surda a todos os ouvidos
os corpos manifestam dança
e o cansaço se apodera.
Cai a noite,
na cidade,
o corpo adormecido,
cai sobre o colchão,
e adormeço acordada,
repousando apenas aqueles
que são os meus olhos,
permanecendo consciente
de que estava deitada.

Ali, naquele lugar
onde aprendo dias e noites
o nome do teu chamar.

Ali, naquele lugar
onde teimo a prender
tanta saudade.

E os olhos que são meus olhos
entendem e falam
quando passas por mim
naquela que é a tua razão....

Saltei para o café,
de olheiras rompantes,
desejos,
pensamentos ainda fulminantes
insónias adormecidas
mãos,
toques suaves e
não distantes
beijos esquecidos
dotados de felicidade e
ali um respiro fundo apodera-se de mim.
Solto gritos abafados
que não querem sair
sinto arrepios afogados,
umas vezes esmagados
outras difíceis de engolir.
E eu...só eu aprendi a ouvir.e tantas vezes em silêncio...Conduzo esta alegria a todos os que gosto.
Dou pulos, danço, canto ouço músicas
vivo desta sinfonia.
E nem percebo porque decido escrever
se o que me apetece fazer
é soltar vocalizos
rasgar os momentos
abraçar-te bem forte
e cerrar os olhos
rumar contra teu norte
e adormecer... adormecer

Sandroska

Submited by

Sábado, Abril 24, 2010 - 21:38

Poesia :

Sin votos aún

Sandroska

Imagen de Sandroska
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 7 semanas 3 días
Integró: 04/09/2010
Posts:
Points: 77

Comentarios

Imagen de Henrique

Re: música adormecida

Soberbo!!!

De adormecida não tem nada, está ensurdecedor!!!

:-)

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Sandroska

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor As pedras que me pisam 1 182 02/18/2020 - 16:48 Portuguese
Fotos/Perfil 3435 0 387 11/24/2010 - 00:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General Eu escrevo 0 376 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada perguntei ao tempo 0 428 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasía Cinza de mim 0 419 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Poesia/Tristeza olhar que nada sou 1 378 05/30/2010 - 16:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos Metade de mim 2 234 05/03/2010 - 00:33 Portuguese
Poesia/Aforismo Sou o que não sou 2 249 04/29/2010 - 22:54 Portuguese
Poesia/Pensamientos Passos lentos 1 234 04/28/2010 - 00:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos Menina mulher 2 254 04/27/2010 - 22:22 Portuguese
Poesia/Aforismo Memória passada 1 247 04/27/2010 - 19:33 Portuguese
Poesia/Dedicada música adormecida 1 188 04/26/2010 - 03:17 Portuguese
Poesia/Pasión O poeta morre 1 216 04/21/2010 - 17:36 Portuguese
Poesia/Tristeza Cinza de mim 1 240 04/21/2010 - 17:06 Portuguese
Poesia/Tristeza Memória de mim 1 221 04/21/2010 - 17:00 Portuguese
Poesia/Pasión Contrariei 3 255 04/19/2010 - 11:13 Portuguese
Poesia/Aforismo procurei ao tempo 1 225 04/18/2010 - 01:25 Portuguese