Soneto III do 1° amor

"O homem que eu queria
era belo e majestoso,
de boa saúde gozoso:
nada de mal nele eu via.

O homem que eu não queria
era feio e era jocoso,
mas, de tão meigo e bondoso,
conquistando-me sempre ia.

Aquele que eu via belo
não é mais o que eu queria:
por falta de alma, é um flagelo.

O feio tornara-se um dia
ainda mais belo que o belo:
por ele minh’ alma sorria."

[size=xx-small][font=Courier]Vejam também os meus outros textos, comentem, ficarei feliz em receber comentários.[/font][/size]

Submited by

Miércoles, Mayo 5, 2010 - 20:19

Poesia :

Su voto: Nada (2 votos)

MaynardoAlves

Imagen de MaynardoAlves
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 10 semanas 4 horas
Integró: 05/02/2010
Posts:
Points: 596

Comentarios

Imagen de MaynardoAlves

Soneto III do 1° amor

Trata-se de personagem feminina descrevendo as confusões e descobertas do primeiro amor. Um de meus primeiros poemas.

Imagen de Henrique

Re: Soneto III do 1° amor

Um belo conjunto de sonetos, o amor é a maior saúde do gozo!!!

:-)

Imagen de MaynardoAlves

Re: Soneto III do 1° amor

Muito obrigado pelas leituras e por seus comentários, Henrique.

Um abraço!

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of MaynardoAlves

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Aforismo O vinhedo universal 0 148 05/07/2019 - 16:59 Portuguese
Poesia/Meditación Metamorfose filosófica: bênção ou maldição? 1 233 12/03/2018 - 16:23 Portuguese
Poesia/Intervención Aos vivos que ficam ou Epitáfio II 1 378 10/09/2018 - 13:41 Portuguese
Poesia/General Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 399 09/26/2018 - 01:17 Portuguese
Poesia/General Revolucionário... revolucionário!? 1 302 09/25/2018 - 18:12 Portuguese
Prosas/Otros Meu pequeno depoimento em prol do ateísmo 0 347 09/19/2018 - 20:13 Portuguese
Poesia/Meditación O legado de um filósofo 1 314 09/17/2018 - 20:45 Portuguese
Poesia/Intervención Os novos mandamentos (ou melhor, conselhos) 1 387 08/29/2018 - 00:53 Portuguese
Poesia/Fantasía O jardim de Epicuro 1 398 08/22/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Tristeza Em (des)construção 1 346 08/10/2018 - 15:46 Portuguese
Poesia/Tristeza Máquina do tempo 1 358 08/08/2018 - 17:28 Portuguese
Poesia/Tristeza Valores familiares 1 359 08/08/2018 - 17:21 Portuguese
Poesia/Pensamientos Um lugar para chamar de seu 1 450 08/08/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/Meditación Humilde-se! 1 456 05/21/2018 - 12:41 Portuguese
Poesia/Tristeza Um inferno (para um poeta) 1 522 05/21/2018 - 12:34 Portuguese
Prosas/Otros Onde? 2 376 03/08/2018 - 18:41 Portuguese
Poesia/Comedia Meu amigo ócio 4 393 03/06/2018 - 16:20 Portuguese
Poesia/General Promessas para uma vida nova 2 546 03/05/2018 - 21:09 Portuguese
Poesia/Meditación Se Deus existisse... 4 498 03/05/2018 - 20:56 Portuguese
Poesia/Intervención Onde? 18 626 01/03/2018 - 19:28 Portuguese
Poesia/Meditación Um instante infinito 1 489 11/17/2017 - 15:00 Portuguese
Poesia/Desilusión Ainda no exílio (desde os dias de Gonçalves Dias) 1 484 11/08/2017 - 12:38 Portuguese
Poesia/Canción Sem título (por luto) 1 498 10/27/2017 - 15:34 Portuguese
Poesia/General Mensagem 1 517 03/27/2017 - 14:50 Portuguese
Poesia/Aforismo O exagero de Sócrates 0 418 10/14/2016 - 20:50 Portuguese