olhar que nada sou

O sono cogita a chegar,
as horas da noite se arrastam
compelindo minha inércia.
Sem muito tardar
o sol conciliador nutre o meu quarto,
invadindo-me de raios.
Olhei ao espelho à meia noite,
Ainda de olhos enevoados
Reconheci na minha testa
Fatídicas rugas de expressão.
E estava a dormir…
olho-as como se pela primeira vez
as estivesse a contemplar.
Quando volto a levantar a cabeça,
Escrevo duas páginas de um código indecifrável.
São os meus sonhos elevados ao expoente do ecrã
incompreensíveis até para mim.
Deixam uma marca indelével na memória do acordar.
Povoa me sonhos estranhos,
visões e desejos de um futuro próximo.
Receios e medos recentes ou reincidentes.
Ergue se o dia numa barreira de solidão e inutilidade.

Submited by

Sábado, Mayo 29, 2010 - 02:38

Poesia :

Sin votos aún

Sandroska

Imagen de Sandroska
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 7 semanas 4 días
Integró: 04/09/2010
Posts:
Points: 77

Comentarios

Imagen de Hisalena

Re: olhar que nada sou

Um poema interessante mas com uma grande carga de desanimo, de cansaço e de desalento. Um poema com um travo de tristeza e amargura, como se não fizesse sentido existir...

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Sandroska

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor As pedras que me pisam 1 182 02/18/2020 - 16:48 Portuguese
Fotos/Perfil 3435 0 387 11/24/2010 - 00:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General Eu escrevo 0 376 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada perguntei ao tempo 0 428 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasía Cinza de mim 0 419 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Poesia/Tristeza olhar que nada sou 1 378 05/30/2010 - 16:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos Metade de mim 2 234 05/03/2010 - 00:33 Portuguese
Poesia/Aforismo Sou o que não sou 2 249 04/29/2010 - 22:54 Portuguese
Poesia/Pensamientos Passos lentos 1 234 04/28/2010 - 00:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos Menina mulher 2 254 04/27/2010 - 22:22 Portuguese
Poesia/Aforismo Memória passada 1 248 04/27/2010 - 19:33 Portuguese
Poesia/Dedicada música adormecida 1 189 04/26/2010 - 03:17 Portuguese
Poesia/Pasión O poeta morre 1 217 04/21/2010 - 17:36 Portuguese
Poesia/Tristeza Cinza de mim 1 240 04/21/2010 - 17:06 Portuguese
Poesia/Tristeza Memória de mim 1 221 04/21/2010 - 17:00 Portuguese
Poesia/Pasión Contrariei 3 255 04/19/2010 - 11:13 Portuguese
Poesia/Aforismo procurei ao tempo 1 226 04/18/2010 - 01:25 Portuguese