Não digam que isso passa (Lya Luft)

Não digam que isso passa,
não digam que a vida continua,
e que o tempo ajuda,
que afinal tenho filhos e amigos
e um trabalho a fazer.
Não me consolem dizendo que ele morreu cedo
Mas morreu bem ( que não quereria uma morte como essa?)

Não me digam que tenho livros a escrever
e viagens a realizar.
Não digam nada.

Vejo bem que o sol continua nascendo
nesta cidade de Porto Alegre
onde vim lamber minha ferida escancarada.

Mas não me consolem:
da minha dor, sei eu.

Lya Luft, escritora gaúcha.

Submited by

Lunes, Mayo 16, 2011 - 03:05

Poesia :

Sin votos aún

AjAraujo

Imagen de AjAraujo
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 51 semanas 3 días
Integró: 10/29/2009
Posts:
Points: 15585

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of AjAraujo

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Dedicada Eppur si muove [Não se pode calar um homem] (Affonso Romano de Sant´Anna) 0 1.357 01/22/2012 - 11:59 Portuguese
Poesia/Intervención O Leitor e a Poesia (Affonso Romano de Sant´Anna) 0 6.836 01/22/2012 - 11:48 Portuguese
Poesia/Intervención Um despertar (Octavio Paz) 0 883 01/22/2012 - 00:14 Portuguese
Poesia/Aforismo Pedra Nativa (Octávio Paz) 0 1.206 01/22/2012 - 00:10 Portuguese
Poesia/Intervención Entre Partir e Ficar (Octávio Paz) 0 1.408 01/22/2012 - 00:05 Portuguese
Poesia/Aforismo Fica o não dito por dito (Ferreira Gullar) 0 682 12/30/2011 - 08:19 Portuguese
Poesia/Intervención A propósito do nada (Ferreira Gullar) 0 1.448 12/30/2011 - 08:16 Portuguese
Poesia/Intervención Dentro (Ferreira Gullar) 0 769 12/30/2011 - 08:12 Portuguese
Poesia/Pensamientos O que a vida quer da gente é Coragem (Guimarães Rosa) 2 1.863 12/26/2011 - 21:55 Portuguese
Poesia/Dedicada Adeus, ano velho (Affonso Romano de Sant'Anna) 0 1.301 12/26/2011 - 12:17 Portuguese
Poesia/Meditación Para que serve a vida? 0 1.280 12/11/2011 - 01:07 Portuguese
Poesia/Dedicada Natal às Avessas 0 741 12/11/2011 - 01:03 Portuguese
Poesia/Intervención A voz de dentro 0 957 11/19/2011 - 00:14 Portuguese
Poesia/Intervención As partes de mim... 0 1.378 11/19/2011 - 00:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos Curta a Vida "curta" 0 1.619 11/13/2011 - 13:46 Portuguese
Poesia/Intervención Lobo solitário 0 1.117 11/13/2011 - 13:46 Portuguese
Poesia/Pensamientos A solidão na multidão 0 1.261 11/13/2011 - 13:43 Portuguese
Poesia/Pensamientos Não permita que ninguém decida por você... Seleção de Pensamentos I-XVI (Carlos Castañeda) 0 1.334 11/12/2011 - 12:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos Não me prendo a nada... (Carlos Castañeda) 0 922 11/12/2011 - 12:37 Portuguese
Poesia/Pensamientos Um caminho é só... um caminho (Carlos Castañeda) 0 1.292 11/12/2011 - 12:35 Portuguese
Poesia/Meditación Procura da Poesia (Carlos Drummond de Andrade) 0 802 11/01/2011 - 13:04 Portuguese
Poesia/Intervención Idade Madura (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.355 11/01/2011 - 13:02 Portuguese
Poesia/Meditación Nosso Tempo (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.462 11/01/2011 - 13:00 Portuguese
Poesia/Meditación Resíduo (Carlos Drummond de Andrade) 0 619 11/01/2011 - 00:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos Enfrentar a adversidade da doença inesperada 0 1.325 11/01/2011 - 00:49 Portuguese