CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Conto

Título Views Respostas ícone de ordenação
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo VI : A pança

Tal era Gilliatt.

As raparigas achavam-no feio. Gilliatt não era feio . Era talvez bonito...

347 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo V : Outros pontos ambíguos de Gilliatt

Não estava fixa a opinião acerca de Gilliatt.

Geralmente era tido por marcou. Outros...

262 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo IV : Impopularidade

Já o dissemos. Gilliatt não era estimado na paróquia. Antipatia natural. Sobravam motivos. O...

223 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo III : Para tua mulher, quando te casares

Contava-se na terra que uma mulher, tendo consigo um menino, viera em fins da revolução habitar...

219 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo II : O tutu da rua

Gilliatt residia na paróquia de Saint-Sampson, onde não era estimado, e havia razões para isso...

301 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Primeira Parte: O Senhor Clubin : Livro Primeiro: Elementos de uma má reputação - Capítulo I

O Christmas (Natal) de 1822... foi notável em Guernesey. Caiu neve naquele dia. Nas ilhas da...

220 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Dedicatória

Dedico Este livro ao rochedo de hospitalidade e de liberdade, a este canto da velha Normandia...

245 dom,24-mai-2009
VictorHugo
imagem de VictorHugo
Victor Hugo: Os trabalhadores do Mar – Apresentação

A religião, a sociedade, a natureza: tais são as três lutas do homem. Estas três lutas são ao...

314 dom,24-mai-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Macário - Segundo episódio

Segundo episódio

(Na Itália-Um vale, montanhas à esquerda.-Um rio torrentoso à direita -...

444 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Macário - Primeiro episódio

Primeiro episódio

(Numa estalagem da estrada)

Macário (falando para fora): Olá,...

380 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Macário - Introdução

Puff

Criei para mim algumas idéias teóricas sobre o drama. Algum dia, se houver tempo e...

569 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo VII — Último Beijo de Amor)

Well Juliet! I shall lie with thee to night!
Romeu e Julieta. Shakespeare.

A noite...

695 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo VI — Johann)

Pour quoi? c'est que mon coeur au milieu des délices
D'un souvenir jaloux constamment...

1.010 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo V — Claudius Hermann)

... Ecstasy!
My pulse, as yours, doth temperately keep time
And makes as healthful...

1.331 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo IV — Gennaro)

Meurs ou tue!
Corneille

— Gennaro, dormes, ou embebes-te no sabor do último trago...

879 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo III — Bertram)

But why should I for others groan, when none will sigh for me?
Childe Harold, I.

Um...

1.771 ter,14-abr-2009
AlvaresdeAzevedo
imagem de AlvaresdeAzevedo
Noite na Taverna (Capítulo II — Solfieri)

Yet one kiss on your pale clay
And those lips once so warm beart! my bears! my bears!...

840 ter,14-abr-2009

Divulgar conteúdo