CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não é preciso pedir…

Não é preciso pedir perdão
Solenemente , basta um aceno
Mudo da janela, ou do coração,
Deixar o peito roçar o queixo,

Para sentir que somos perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados ou não,
Se for preciso perdoamos a dor

Avessa, como se fosse a nós alheia,
Perdoamos até o próprio pensar,
Quando é negro e ainda perdemos
A mossa do queixo no nosso peito,

Pensando não ser necessário
Agradecer esse simples perdão…

Joel Matos (10/2015)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, fevereiro 23, 2018 - 17:04

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 horas 24 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 39318

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

Perdoamos até o próprio pensar,

dos outros

imagem de Joel

perdoados, Como os poetas todos deviam ser, Mesmo estando errad

perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados, eu não

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Geral Em Vila, Praia ou Âncora … 1 355 02/20/2018 - 18:03 Português
Ministério da Poesia/Geral "Semper aeternum" 13 396 10/16/2018 - 09:28 Português
Ministério da Poesia/Geral A hora é do tempo, a Ágora 10 269 03/21/2018 - 13:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Antes de tud’o mais ... 13 228 10/16/2018 - 09:30 Português
Poesia/Geral I can fly ... 11 445 10/16/2018 - 09:41 Português
Ministério da Poesia/Geral JOEL MATOS 14 482 10/16/2018 - 09:31 Português
Poesia/Geral Morto vivo eu já sou … 496 609 05/09/2019 - 11:06 Português
Poesia/Geral O erro de Descartes 479 642 04/09/2019 - 11:49 Português
Prosas/Contos O Transhumante Ou "Versus de Montanya Mayor" 1 1.357 02/28/2018 - 17:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Peixes ... 10 471 05/25/2018 - 09:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Puder-eu-o-ter 10 249 08/07/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 537 1.141 04/03/2019 - 16:43 Português
Poesia/Geral "Ida e volta" 10 426 05/25/2018 - 09:39 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 468 1.088 03/30/2019 - 17:13 Português
Ministério da Poesia/Geral "Palavras meias" 10 487 03/23/2018 - 10:04 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sinto" 13 591 10/16/2018 - 09:29 Português
Ministério da Poesia/Aforismo "Tarou" 10 1.805 03/23/2018 - 10:17 Português
Ministério da Poesia/Geral "y Grego" 0 239 03/05/2018 - 12:31 Português
Poesia/Geral (1820) 305 1.136 03/30/2019 - 17:14 Português
Ministério da Poesia/Geral (Busco a eternidade-num-saco-vazio) 265 319 06/07/2019 - 19:55 Português
Ministério da Poesia/Geral (Demente em contra-mão) 10 219 05/25/2018 - 09:41 Português
Ministério da Poesia/Geral (Do que me vai na alma) 10 344 03/23/2018 - 18:46 Português
Poesia/Geral (Meu lar é uma taberna) 10 419 04/10/2018 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral (Meu reino é um prado morto) 10 347 03/28/2018 - 17:07 Português
Poesia/Geral (Meu reino é um prado morto) 24 434 12/02/2018 - 19:04 Português