CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não é preciso pedir…

Não é preciso pedir perdão
Solenemente , basta um aceno
Mudo da janela, ou do coração,
Deixar o peito roçar o queixo,

Para sentir que somos perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados ou não,
Se for preciso perdoamos a dor

Avessa, como se fosse a nós alheia,
Perdoamos até o próprio pensar,
Quando é negro e ainda perdemos
A mossa do queixo no nosso peito,

Pensando não ser necessário
Agradecer esse simples perdão…

Joel Matos (10/2015)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, fevereiro 23, 2018 - 17:04

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 13 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 39318

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

Perdoamos até o próprio pensar,

dos outros

imagem de Joel

perdoados, Como os poetas todos deviam ser, Mesmo estando errad

perdoados,
Como os poetas todos deviam ser,
Mesmo estando errados, eu não

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Acto supremo 10 188 03/28/2018 - 18:06 Português
Ministério da Poesia/Geral Servo Sol… 10 77 03/28/2018 - 17:18 Português
Ministério da Poesia/Geral Chove 10 63 03/28/2018 - 17:16 Português
Ministério da Poesia/Geral Não é preciso pedir… 10 247 03/28/2018 - 17:11 Português
Ministério da Poesia/Geral (Meu reino é um prado morto) 10 347 03/28/2018 - 17:07 Português
Ministério da Poesia/Geral Livre, Astronauta e leve 10 116 03/28/2018 - 17:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Morar em volta de meus passos 10 153 03/28/2018 - 16:58 Português
Ministério da Poesia/Geral Sem ser me são, não sendo… 10 81 03/28/2018 - 16:56 Português
Ministério da Poesia/Geral Malmequeres 10 341 03/28/2018 - 16:52 Português
Ministério da Poesia/Geral Cicatrizes hão-de encher-me de poderes … 10 83 03/28/2018 - 16:50 Português
Ministério da Poesia/Geral A lucidez na loucura ou Os cabelos de Berenice 10 111 03/28/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Quando calha… 10 156 03/28/2018 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Por’ti posso ser tudo… 10 74 03/28/2018 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada em mim mora… 10 72 03/28/2018 - 15:36 Português
Ministério da Poesia/Geral o Outro 10 50 03/28/2018 - 15:33 Português
Ministério da Poesia/Geral Lembrar me veio… 10 78 03/28/2018 - 15:28 Português
Ministério da Poesia/Geral A onze graus da esperança toda 10 76 03/28/2018 - 15:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu erro o ar que meto… 10 92 03/28/2018 - 15:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Hostil o tempo. 10 149 03/27/2018 - 19:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Previsível 10 165 03/27/2018 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Donde venho 10 82 03/27/2018 - 17:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Bizarro 10 68 03/27/2018 - 16:24 Português
Ministério da Poesia/Geral Diário dos imperfeitos 10 70 03/27/2018 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral Louros de poeta… 10 101 03/27/2018 - 11:42 Português
Ministério da Poesia/Geral Meto os chinelos na beira da cama… 10 150 03/27/2018 - 11:24 Português