CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O que fazes …


O que fazes do teu tempo ...

No  fim do arvoredo e do tempo,
Não temas anjo negro ou cisne
Branco, ouve apenas o canto da alma,
Em que te enredas, fantasia

E brinca de dia ou de noite
Com o que te cerca, como queiras…
Em prováveis ou incertos caminhos.
Deles jorram milhares de grãos de areia

Em enormes mãos de vento.
Os ramos de veludo
Acariciam-te o pensamento,
Mas não saberás jamais o que dizem

E porque se demoram tanto
Na tua face, por todo o teu corpo,
Vestido apenas de tempo,
E por fim… indiferente a sorte,

Como um atleta acabado.
No fim de tudo,
É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

Jorge Santos (08/2011)
Http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, março 5, 2018 - 18:03

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 21 horas 5 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 39366

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

É o desejo de alcançar

É o desejo de alcançar algo
Que define na alma o teu caminho

Do ser (e o que fazer do teu tempo)
Tudo o resto será couto vedado
Ou simplesmente ficará por achar,
Como um livro fechado…ignorado.

imagem de Joel

Em enormes mãos de vento. Os

Em enormes mãos de vento.
Os ramos de veludo
Acariciam-te o pensamento,

imagem de Joel

O que fazes do teu tempo ...

O que fazes do teu tempo ...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Frágil 353 664 04/14/2019 - 19:53 Português
Ministério da Poesia/Geral O Cavaleiro da Dinamarca. 780 495 04/14/2019 - 19:52 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 465 697 04/14/2019 - 19:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Calmo 332 826 04/14/2019 - 19:46 Português
Poesia/Geral A ilusão do Salmão ... 544 707 04/14/2019 - 19:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Sofro por não ter falta , 612 1.002 04/13/2019 - 11:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Ridículo q.b. 509 962 04/12/2019 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral À dimensão do horto … 347 471 04/11/2019 - 09:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Trago em mim dentro 771 1.069 04/10/2019 - 10:53 Português
Poesia/Geral Último Poema 435 1.771 04/10/2019 - 10:50 Português
Ministério da Poesia/Geral Colossal o Oceano, 434 701 04/10/2019 - 10:49 Português
Ministério da Poesia/Geral O Gebo e o Sonho. 404 827 04/10/2019 - 10:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Convenço, convencei, convençai… 491 762 04/09/2019 - 12:00 Português
Poesia/Geral Certidão de procedência 406 605 04/09/2019 - 11:58 Português
Poesia/Geral - Papoila é nome de guerra - 359 1.660 04/09/2019 - 11:56 Português
Poesia/Geral Como terra me quero, descalço e baixo ... 480 672 04/09/2019 - 11:52 Português
Poesia/Geral O erro de Descartes 479 738 04/09/2019 - 11:49 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 537 1.250 04/03/2019 - 16:43 Português
Ministério da Poesia/Geral Minha alma é um lego 506 1.203 03/30/2019 - 17:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou tudo aquilo por onde me perco… 420 1.200 03/30/2019 - 17:17 Português
Poesia/Geral (1820) 305 1.258 03/30/2019 - 17:14 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 468 1.219 03/30/2019 - 17:13 Português
Ministério da Poesia/Geral Cansei. 346 1.376 03/30/2019 - 17:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Temo as sombras e o burburinho … 352 777 03/30/2019 - 17:08 Português
Ministério da Poesia/Geral Despido de tudo quanto sou... 241 756 03/30/2019 - 17:03 Português