CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sou um homem complicado…

 

Sou um homem complicado, pondo
De lado a saudade do que queria,
Escondo o que penso da abdicação
E o que quero é um santo remédio,
Que dê combate ao absurdo que sou

E queria para deixar de existir o que
Quero por encanto e enquanto falar
A saudade tão alto que não haja
Maneira de ouvir não pensar, se quero

O impossível que continuo a querer
Por teimosia e nao por bom senso
Ou a incapacidade de ter saudade de tudo,
Pois sinto saudade do sorriso, pondo

De lado a razão, com que não lido,luto…
Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

Quem sabe a minha vinda depois de viver,
Explicando tão concreta porém abstracta, tinta…

Jorge Santos (03/09/2015)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, fevereiro 23, 2018 - 12:09

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 dias 17 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40615

Comentários

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

imagem de Joel

Sou um homem complicado,

Sou um homem complicado, ponto,
Como se não fosse a consciência alheia
Oscilante e variável por direito cível

E alienável a condição de fazedora
De espelhos e fantasma de laboratório
Queria para deixar de existir, o processo
De ser Deus trazido pra escrita,

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Aforismo Mal feito eu 10 622 11/28/2018 - 15:17 Português
Ministério da Poesia/Aforismo larva ou crisálida 10 887 11/28/2018 - 15:16 Português
Poesia/Geral De mim não falo mais 10 772 11/18/2018 - 16:04 Português
Poesia/Geral Não ha paisagem que ame mais 10 1.064 11/15/2018 - 20:32 Português
Prosas/Outros Requiem for a dream 10 2.008 11/15/2018 - 20:32 Português
Poesia/Geral O rio só precisa desejar a foz 10 891 11/13/2018 - 12:43 Português
Poesia/Geral Se pudesse pegava em mim e seria outra coisa qualquer 11 938 11/13/2018 - 12:41 Português
Poesia/Geral Vivo numa casa sem vista certa 11 1.670 11/13/2018 - 12:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Amor omisso. 11 793 10/16/2018 - 16:32 Português
Poesia/Geral I can fly ... 11 633 10/16/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral -O corte do costume, se faz favor – 14 474 10/16/2018 - 08:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Jaz por terra... 13 504 10/16/2018 - 08:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou o oposto, 13 502 10/16/2018 - 08:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Escolho fugir de mim, 13 1.129 10/16/2018 - 08:35 Português
Ministério da Poesia/Geral No bater de duas asas​ ... 13 416 10/16/2018 - 08:34 Português
Poesia/Geral “From above to below” 13 409 10/16/2018 - 08:33 Português
Ministério da Poesia/Geral Conto … 13 232 10/16/2018 - 08:32 Português
Ministério da Poesia/Geral “From above to below” 13 483 10/16/2018 - 08:31 Português
Ministério da Poesia/Geral JOEL MATOS 14 1.008 10/16/2018 - 08:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Antes de tud’o mais ... 13 363 10/16/2018 - 08:30 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sinto" 13 784 10/16/2018 - 08:29 Português
Ministério da Poesia/Geral "Semper aeternum" 13 592 10/16/2018 - 08:28 Português
Ministério da Poesia/Geral Ao principio ... 14 558 10/16/2018 - 08:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Em geral ... 13 518 10/16/2018 - 08:26 Português
Poesia/Geral A Confissão ( A Neruda) 13 1.530 10/16/2018 - 07:54 Português