CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

UMA LÁGRIMA NO OLHAR

Ceifaram dos teus versos o riso

e o alvoroço de searas maduras ondulantes.

No teu poema corre uma lágrima e no sorriso um esgar de tristeza.

O teu olhar não se engana. Dói num amor, quase sem saída.

Caminhos incertos, sentimentos confusos, perdida,

como quem viaja na sombra

à procura de um apetecível cheirinho a café

perfumado com a nata do afecto.

Mas não esperas na paragem. Porque não ceifaram o mar de poesia

que derramas em lágrimas no teu planalto,

como gaivota que voa ferida e cruza o céu a agarrar a vida.

Submited by

segunda-feira, fevereiro 6, 2012 - 00:36

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (3 votes)

Teresa Almeida

imagem de Teresa Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 24 semanas
Membro desde: 07/07/2011
Conteúdos:
Pontos: 749

Comentários

imagem de ISABELLA - M - REGO

UMA LÁGRIMA NO OLHAR

Uma lágrima no olhar

 

(...)

"como quem viaja na sombra

à procura de um apetecível cheirinho a café

perfumado com a nata de afectos."

Lindo...!

Beijinho

de sua amiga

Isabella

 

imagem de Teresa Almeida

Obrigada querida amiga

Obrigada querida amiga Isabella,

o teu lindo comentário aquece-me como se fosse um raio de sol.

Beijinhos.

imagem de Teresa Almeida

Querida amiga Odete, também

Querida amiga Odete, também sinto a cumplicidade das emoções quer nos poemas, quer nos comentários, uma cumplicidade que me agrada imenso.

Quando te encontrei pessoalmente nem sequer fiquei surpreendida, parecia que te conhecia há muitos anos.

Gostei da tua alegria e espontaneidade.

Gosto muito, também, das tuas palavras atentas e valorizadoras, querida poetisa.

Bjuzz

imagem de Nostalgia

Extraio deste seu poema um

Extraio deste seu poema um momento nostálgico, triste, de um sorriso cortado, como que abruptamente. Mas, sem desarmar, acrescenta logo de seguida:

Mas não esperas na paragem. Porque não ceifaram o mar de poesia

que derramas em lágrimas no teu planalto,

como gaivota que voa ferida e cruza o céu a agarrar a vida.

 

Belíssimo

kiss

 

imagem de mariamateus

Teresa Almeida

 

Lindo, lindo lindo!

Uma salva de palmas!

Gostei de ler.

Xi grande

imagem de Teresa Almeida

Uma salva de palmas é, para

Uma salva de palmas é, para mim, uma comunhão de palavras e sentimentos.
 

Um grande abraço de agradecimento Maria Mateus.

imagem de SuzeteBrainer

Querida Teresa

Uma lágrima no olhar foi assim que fiquei, ao sentir  profundamente esse teu poema...

As tuas construções poéticas são belíssimas e inspiradoras:

"Como quem viaja na sombra

à procura de um apetecível cheirinho a café

perfumado com a nata do afeto."

E

"Como gaivota que voa ferida e cruza o céu a agarrar a vida."

Maravilhoso ler-te,amigawink

Beijinhosmiley

imagem de Teresa Almeida

Gosto sempre do perfume que

Gosto sempre do perfume que me deixas querida Suzete.

Beijinhos.

 

imagem de Jorge Humberto

Muito belo..

Muito belo, querida Teresa, este quadro em que te narras, ser sensivel que não omite seu sentir mais na pele.
 

Beijinhos
Jorge Humberto

imagem de Teresa Almeida

Obrigada caro amigo, também

Obrigada caro amigo, também tu um ser sensível.

Beijinhos.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Teresa Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Rostos ´Teresa de Almeida 0 942 07/10/2011 - 15:59 Português
Poesia/Amor Ditas-me poesia 4 551 07/12/2011 - 21:36 Português
Poesia/Amor O tempo e o amor 6 462 07/13/2011 - 13:30 Português
Ministério da Poesia/Fantasia O teu corpo é uma estrela, dizes tu 0 360 07/19/2011 - 10:43 Português
Ministério da Poesia/Fantasia O abraço nasceu 0 390 07/30/2011 - 15:22 Português
Ministério da Poesia/Fantasia O abraço nasceu 0 496 07/30/2011 - 15:22 Português
Ministério da Poesia/Geral SENTEI - ME À NOITE AO LUAR 2 472 09/19/2011 - 14:59 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Outono 0 325 09/23/2011 - 20:37 Português
Ministério da Poesia/Amor Nem sempre acerto o meu ritmo 7 459 09/26/2011 - 07:35 Português
Ministério da Poesia/Amor Esse sorriso 8 486 09/29/2011 - 07:44 Português
Ministério da Poesia/Amor Olhar de veludo 2 421 09/30/2011 - 07:58 Português
Poesia/Fantasia Será que te lembras? 1 353 10/06/2011 - 21:01 Português
Ministério da Poesia/Intervenção Agarra-te 4 795 10/07/2011 - 07:37 Português
Ministério da Poesia/Fantasia MUSICALIDADE 1 507 10/10/2011 - 17:27 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Primavera 7 558 10/23/2011 - 23:13 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Rasga-se a poesia 3 739 10/30/2011 - 23:23 Português
Ministério da Poesia/Geral A Mourisca 1 597 11/12/2011 - 22:09 Português
Ministério da Poesia/Geral SAUDADE 8 561 11/15/2011 - 22:43 Português
Ministério da Poesia/Meditação AS PALAVRAS PINTAM-SE NA TELA 0 359 11/25/2011 - 08:41 Português
Ministério da Poesia/Amor Por amor, voltei 2 477 11/26/2011 - 18:57 Português
Ministério da Poesia/Geral Santorini - Grécia 2 467 11/27/2011 - 16:16 Português
Fotos/Outros TANGO 2 505 12/01/2011 - 08:28 Português
Fotos/Eventos LANÇAMENTO DE LIVRO E EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE TERESA ALMEIDA 2 550 12/23/2011 - 22:46 Português
Fotos/Eventos Ousadia - Pinceladas Poéticas 2 422 12/23/2011 - 22:54 Português
Fotos/Eventos Maria Teresa Almeida CONVIDA 6 874 12/23/2011 - 23:16 Português