CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

É quando o jogo vira

Nunca me acostumei em ser o prejudicado da história
Na verdade nunca me importei em ser tachado assim
Porque o realmente me importa sou eu
E não o que pensam de mim

Fazia-me de forte, pelo menos pros outros.
Outrora chorava pelos cantos por uma mágoa, pelo ressentimento.
Por tudo aquilo que ainda dói
Mas não passa de um de um sentimento

Mas como sempre disse o mundo gira
A fila sempre anda e tudo passa
Hoje pareço ter mais força, sigo firme na minha decisão.
Parece mais fácil controlar os anseios do coração

Hoje tenho a leve impressão de ter mudado a figura
Quem maltratava hoje pede desculpas
E mesmo eu achando que nunca mais perdoaria
Se mostrando uma pessoa nova quem sabe não me conquistaria

Mas talvez seja tarde de mais
Mas quando é tarde de mais? Quando tudo acaba?
Quando a verdade é amiga?
Acho que nunca serei feliz,
É que sinto e o que o destino diz

Espero que essa possível mudança venha de dentro
Para que se torne uma pessoa melhor
Não por sentir a perda de uma possível felicidade
Mas por se sentir melhor quando mudar de atitude, só por essa finalidade!

Olho pro céu e agradeço sem temer
Por abrandar o que sinto
E por tudo que se passou!
Tudo mesmo, por tudo que era, que é e que se transformou!
 

Submited by

quarta-feira, fevereiro 16, 2011 - 23:36

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 39 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Comentários

imagem de MarneDulinski

É quando o jogo vira

L.S.Paiva!

Lindo seu texto, como dizes em outras palavras,  na vida as situaçções mudam e nós também temos que mudar as vezes, inclusive de pensamento, para poder suplantar certos problemas inclusive no amor!

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de L.S. Paiva

Principalmente no amor eu

Principalmente no amor eu diria!

Grato

L.S.Paiva

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Um caro amante 0 329 02/01/2011 - 02:33 Português
Poesia/Geral Sua vitória chegará 0 395 02/01/2011 - 02:29 Português
Fotos/Pessoas Melhor amiga 0 646 02/01/2011 - 02:27 Português
Poesia/Geral São apenas pessoas 0 288 02/01/2011 - 02:18 Português
Poesia/Geral Recitar é... 0 327 02/01/2011 - 02:13 Português
Poesia/Geral Sorrir 0 413 02/01/2011 - 02:11 Português
Poesia/Geral Triste realidade 0 188 02/01/2011 - 01:10 Português
Poesia/Amor Questionamentos 0 463 02/01/2011 - 01:08 Português
Poesia/Geral Saudade 0 363 02/01/2011 - 00:58 Português
Poesia/Geral De corpo, alma e coração 0 358 02/01/2011 - 00:55 Português
Poesia/Aforismo S.O.S. 0 311 02/01/2011 - 00:53 Português
Poesia/Aforismo Mulher 0 501 02/01/2011 - 00:50 Português
Poesia/Geral Novos caminhos 0 406 02/01/2011 - 00:45 Português
Poesia/Geral Foco de Luz 0 420 01/31/2011 - 22:45 Português
Poesia/Dedicado A garota que desce a ladeira 0 529 01/31/2011 - 20:53 Português
Poesia/Geral Sentido 0 413 01/31/2011 - 02:46 Português
Poesia/Amor Venha 0 352 01/31/2011 - 02:36 Português
Poesia/Geral Será? 0 295 01/31/2011 - 02:34 Português
Poesia/Aforismo Talvez 0 573 01/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Geral Desejo 0 432 01/31/2011 - 01:35 Português
Poesia/Geral Basta querer 0 444 01/31/2011 - 01:33 Português
Poesia/Aforismo Quero ser 2 294 01/30/2011 - 04:07 Português
Poesia/Amor Amor e raiva no mesmo espaço 0 473 01/29/2011 - 19:29 Português
Poesia/Amor Bastam poucos minutos 0 415 01/29/2011 - 19:11 Português
Ministério da Poesia/Geral No balanço das ondas e do relógio 0 778 01/29/2011 - 19:01 Português