CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

“Entre duas aspas”

Ficarei a ser, sendo o que entendem que digo,
E de mim, enfim é o que consigo dizer entre
Aspas, digo-não entendo tanto quanto quero-
Porque haveria de querer eu, seria sério sendo,

Isso não sou, por aí não vou, passarei por
Mímico, sendo o que não sou, – entendem
O que digo, pois eu duvido mesmo a sério
Da minha certeza toda e aposto na duvida,

É um vício o ser quem não sou, a razão
É simples e natural como todas as coisas,
É o que consigo dizer não dizendo, “dividando”
O seno pelo humano interno intenso, sendo

Ficarei a ser o que entenderem que sou,
Gradiente de cinza, incompreensível voo
De moscardo sem voo, necessidade de nada
Ser, destino imaginário ou o que possa ter

Entre aspas “à míngua desse dom”, seco, indivino.
Perdoai-me, pois não me entendo nem m’dispo
Quando por vezes me “desdigo”, “dividando”
Seno Coseno hipérbole, eloquência de Fibonacci

“Pro bono”, contradigo-me sendo o que não sou,
Dando o que não tenho, ocultando por onde vou
Paradigma este sentir sem ser voar sem asas ter
Lembrar pra esquecer passar sem mudar pés

Nem mãos do lugar suposto que ocupo na sala
Menos-oval do mundo, enfim, é o que consigo
Dizer “entre duas aspas”, entre duas águas
Sinto que entendem não de facto, o que digo …

Jorge Santos 08/2018
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, outubro 4, 2018 - 10:12

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 22 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40692

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Um buraco enorme em mim. 10 487 06/25/2018 - 16:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Li berdade ... 10 513 06/25/2018 - 15:56 Português
Ministério da Poesia/Geral Conduz-me a razão. 10 742 06/25/2018 - 15:54 Português
Ministério da Poesia/Geral Escolho ... 10 988 06/25/2018 - 15:52 Português
Ministério da Poesia/Acrósticos mariposa 10 2.934 05/25/2018 - 10:08 Português
Poesia/Geral Sem glúten. 10 2.745 05/25/2018 - 10:06 Português
Prosas/Romance State of a Dream (From Oracles to Shamans ) 20 1.571 05/25/2018 - 09:57 Português
Ministério da Poesia/Geral Fabuloso, fictício ou fábula ... 10 365 05/25/2018 - 09:53 Português
Ministério da Poesia/Geral S'isto que tenho dito, fosse verdade ao menos ... 10 472 05/25/2018 - 09:51 Português
Ministério da Poesia/Geral Coroai-me de espinhos frios ... 10 409 05/25/2018 - 09:50 Português
Ministério da Poesia/Geral Matéria é escuro e o ouro... 10 721 05/25/2018 - 09:46 Português
Ministério da Poesia/Geral Põe flores no meu quarto ou não, nenhuma ... 10 441 05/25/2018 - 09:44 Português
Ministério da Poesia/Geral (Demente em contra-mão) 10 436 05/25/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral "Ida e volta" 10 721 05/25/2018 - 09:39 Português
Poesia/Geral Eu não digo… 10 1.395 05/25/2018 - 09:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Quero o beijo antes que seja boca, 10 324 05/25/2018 - 09:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou pasto de fogo fácil 10 772 05/25/2018 - 09:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Peixes ... 10 818 05/25/2018 - 09:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Com'um grifo ... 10 336 05/25/2018 - 09:28 Português
Ministério da Poesia/Geral Cinza cinza ... 10 688 04/20/2018 - 16:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada me faz encanto 10 598 04/20/2018 - 16:35 Português
Poesia/Geral Meu coração é lei 10 607 04/20/2018 - 16:33 Português
Ministério da Poesia/Geral AutoGraphya 20 374 04/11/2018 - 10:15 Português
Ministério da Poesia/Geral Protagonizar o que me acentua … 10 343 04/11/2018 - 10:10 Português
Ministério da Poesia/Geral Da suavidade. 10 296 04/11/2018 - 10:08 Português