CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Achas-te assim tão diferente de mim?

Achas-te assim tão diferente de mim?
Olhas-me
como se eu fosse um rascunho
da tua semelhança,
feito à pressa num papel mata-borrão
onde as nódoas se aprisionam.
Olhas-me com apatia ou piedade
como quem desdenha a própria prolificação

Experimenta…
…não, não experimente nada

Caminha, olha, sente, ouve
não te aligeires
na ligeireza da minha deficiência.
Cada obstáculo que constróis
são precipícios para os meus olhos
muros nas rodas da minha cadeira
guilhotinas afiadas nos meus passos

Já pensaste?
que as larvas que carregas nos bolsos
não vão querer saber,
se és assim tão diferente de mim.

Submited by

quinta-feira, novembro 27, 2008 - 19:10

Poesia :

No votes yet

ConceiçãoBernardino

imagem de ConceiçãoBernardino
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 43 semanas
Membro desde: 03/28/2008
Conteúdos:
Pontos: 330

Comentários

imagem de Henrique

Re: Achas-te assim tão diferente de mim?

Um poema com arte, razão e sentimento!!!

:-)

imagem de csantos

Re: Achas-te assim tão diferente de mim?

somos todos diferentes , mas todos iguais
somos humanos
um beijo
cs

imagem de Anonymous

Re: Achas-te assim tão diferente de mim?

por ventura isso de apregoar que somos todos iguais, não é nada mais nada menos que uma forma hipócrita de convencimento que até somos "porreiros"? alimentando as diferenças?

...Não acho que sejamos todos iguais, defendo o direito da diferença (seja ela intectual, psíquica/motora ou mesmo social) mas, todos temos o mesmo direito de oportunidades e se essas diferenças nos coloca atrás da linha de partida, é imperativo que sejam eliminados os pressuposto das clivagens.

ou seja...defendo as diferenças, porque somos todos diferentes.

" Não sou "in" para ser diferente, mas porque não sei ser "in"diferente.

Excelente poetar de indole social/introspectivo que incita o pensamento crítico.

Beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ConceiçãoBernardino

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção ainda ontem saltei o muro de Berlim 1 956 06/10/2012 - 12:25 Português
Prosas/Erótico Uma pena, dois momentos 2 919 12/09/2011 - 17:15 Português
Poesia/Intervenção Simplesmente Maria 1 681 09/28/2011 - 22:45 Português
Poesia/Amor amor… 2 937 09/27/2011 - 22:33 Português
Prosas/Outros Retalhos I 0 933 09/27/2011 - 22:30 Português
Poesia/Intervenção Os filhos de Hiroshima 0 906 09/27/2011 - 00:07 Português
Poesia/Tristeza ainda que eu morresse hoje 0 700 09/26/2011 - 00:47 Português
Poesia/Amor …segredam-se 2 884 09/26/2011 - 00:43 Português
Poesia/Intervenção No sense 0 646 09/20/2011 - 16:08 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 1.056 09/20/2011 - 16:04 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 739 09/20/2011 - 15:58 Português
Poesia/Geral que bem que me sabe o bolor… 3 814 05/23/2011 - 03:03 Português
Poesia/Geral olha-me sem dor… 2 978 04/07/2011 - 23:43 Português
Poesia/Intervenção Não creias só nas lágrimas dos homens 2 751 03/16/2011 - 13:20 Português
Prosas/Erótico «lágrimas de dois gumes» 0 971 02/15/2011 - 01:16 Português
Poesia/Intervenção Sirvam-se…qualquer nome me serve 0 1.006 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação …nunca digas adeus 0 787 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação Epicentro 2 933 02/05/2011 - 22:34 Português
Prosas/Tristeza como um quadrado sem lados… 0 925 02/05/2011 - 22:27 Português
Poesia/Intervenção Hei-de arrancar as palavras com os dentes 0 588 02/04/2011 - 00:05 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 731 02/03/2011 - 12:24 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 1.126 02/02/2011 - 16:51 Português
Videos/Perfil 147 0 1.132 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 145 0 891 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 82 0 874 11/24/2010 - 22:48 Português