CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Algoz

Esta doença que paira em meu ser
Funesta! Funéreo exalos podres
Putrefazendo-se o organismo em chagas
Paira em mim como uma praga pestilenta!

Tento ingerir panacéias para aplacar
A dor terçã que pernoita perene
Não há nenhum indício de efêmero!
Vômitos compulsivos e gritos corporais

Anomalias em movimentos conscientes
Tudo é desprazer, um mal-estar pungente!
Voraz por dentro a doença carcome.

Esta doença é um cancro sem nome
É atroz em meu corpo, louca patologia!
É uma antropofagia que devora, é um antro!
(23/04/08)

Submited by

terça-feira, outubro 13, 2009 - 01:51

Poesia :

No votes yet

Dav-Rodrigues

imagem de Dav-Rodrigues
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 3 dias
Membro desde: 09/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 406

Comentários

imagem de Mefistus

Re: Algoz

Dav-Rodrigues;
Ja ia sentindo a falta, de um dos seus Posts.
Gosto como escreve e mais ainda adivinho o que não diz.
Força e talento, tão presente neste verso:
"
Tento ingerir panacéias para aplacar
A dor terçã que pernoita perene
Não há nenhum indício de efêmero!
Vômitos compulsivos e gritos corporais"

gostei

imagem de CleberPaschoal

Re: Algoz

muito bom seu texto! Eu particularmente gosto desse tipo de poema e os faço também. A maioria das pessoas gosta de falar de Amor somente, mas eu acredito que é na dor e sofrimento que extraímos o que há de melhor no ser humano. Os poetas alvarez de azevedo e Lord Byron também pensavam assim.Parabéns!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Dav-Rodrigues

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral insiste um corpo 4 324 09/13/2009 - 18:41 Português
Poesia/Soneto junkie 2 444 09/13/2009 - 18:43 Português
Poesia/Tristeza Disfarces 3 253 09/13/2009 - 19:46 Português
Poesia/Soneto permanecer 2 418 09/20/2009 - 18:08 Português
Poesia/Soneto Profundo desgosto 4 303 09/20/2009 - 18:12 Português
Poesia/Aforismo entre treva dentre luz 1 316 09/22/2009 - 14:32 Português
Poesia/Soneto Nênia 2 373 09/24/2009 - 14:33 Português
Poesia/Soneto O Ser consumado 2 321 09/24/2009 - 14:36 Português
Poesia/Soneto Não jaz meu corpo 3 299 09/24/2009 - 17:33 Português
Poesia/Soneto Vaguei vadio 2 450 09/24/2009 - 21:06 Português
Poesia/Soneto Necro 2 362 09/25/2009 - 21:29 Português
Poesia/Soneto Ecos do Ser 2 578 09/26/2009 - 22:19 Português
Poesia/Soneto Primavera 3 265 10/02/2009 - 04:34 Português
Poesia/Soneto Lucidez em chagas 3 386 10/02/2009 - 04:38 Português
Poesia/Soneto Oxidado corpo 2 274 10/02/2009 - 04:41 Português
Poesia/Soneto Festa na Geena 1 402 10/02/2009 - 04:48 Português
Poesia/Soneto Mordidas de cancros 3 246 10/02/2009 - 13:51 Português
Poesia/Soneto Um corpo cinza 0 1.077 10/02/2009 - 17:18 Português
Poesia/Soneto Decaíndo 2 546 10/05/2009 - 14:41 Português
Poesia/Soneto Melancolia 2 408 10/05/2009 - 21:04 Português
Poesia/Soneto Algoz 2 508 10/13/2009 - 11:23 Português
Poesia/Soneto Um corpo deteriorando 1 559 10/17/2009 - 11:14 Português
Poesia/Soneto Ser convulso 2 331 10/23/2009 - 19:12 Português
Poesia/Desilusão Vestígios de mim 3 314 10/27/2009 - 08:04 Português
Poesia/Soneto réquiem 2 293 10/27/2009 - 11:03 Português