CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS

Alguém me abriu os braços
No umbral o vazio
Me perturbam os passos
Nas minhas paredes o frio.
Afogo-me no tumulto que me invade
Solto a angustia de par em par
Visto-me de lembranças de saudade
Minhas asas prontas a quebrar.

Alguém me abriu os braços
Sonhos de regeneração sem par
A buscar-me em noites longas de cansaços
Até que a aurora nos venha velar.
Até que a manhã seja realidade
Deixando a tona de água a boiar
O resto do sonho e da saudade.

Abre-se a noite e a luz decai
Nada resta só lembranças
Passa o vento sobre as folhas lentamente
Revivo na memória o que não sai.
O coração agrilhoado dentro de si
Afadigado continuamente
Num vai vém a querer viver
aquilo que não vivi.
Alguém me abriu os braços
De estranho mundo chegou
para povoar minha solidão
Com abraços...
Será sonho ou obsessão?

natalia nuno
rosafogo

Submited by

sexta-feira, abril 13, 2012 - 14:24

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 21 horas
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Muito bom Bjs na alma ;)

Muito bom

Bjs na alma

;)

imagem de natalianuno

Obrigada

Obrigada Keila, grata por te manifestares.

Beijinho, fica bem amiga.

imagem de natalianuno

Obrigada amigo

A melancolia faz parte de mim, vejo a vida numa óptica sonhadora e saudosa,
com encantos e desencantos. O tempo é um cerco que me deixa algumas vezes
inquieta.

Obrigada Abílio, pela presença.
Um abraço.

imagem de Henricabilio

melancolia

Em tons melancólicos
se revelam os nós
das questões existenciais em nós.

Saudações

Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral HEI-DE SER LEMBRANÇA 4 609 04/11/2012 - 19:14 Português
Poesia/Geral SÚPLICA Á PRIMAVERA 2 684 04/11/2012 - 19:10 Português
Poesia/Geral RECOLHO AS PALAVRAS 4 777 04/11/2012 - 14:24 Português
Poesia/Tristeza SILÊNCIO EMPEDERNIDO 4 590 03/26/2012 - 17:45 Português
Poesia/Amor RENDIDA AO TEU AMOR 4 472 03/25/2012 - 18:37 Português
Fotos/Natureza Rosa...Rosa 0 546 03/25/2012 - 17:21 Português
Fotos/Natureza Parque do Buçaco 0 600 03/24/2012 - 14:35 Português
Fotos/Monumentos Milão 0 1.247 03/23/2012 - 23:36 Português
Poesia/Desilusão CERTAS HORAS 4 478 03/23/2012 - 11:07 Português
Poesia/Desilusão A MINHA SEDE 2 422 03/23/2012 - 11:01 Português
Poesia/Desilusão ESTRELAS NO FIRMAMENTO 2 517 03/17/2012 - 20:06 Português
Poesia/Desilusão ENTRE MIM E MIM 4 289 03/17/2012 - 20:01 Português
Poesia/Tristeza A VIAGEM 2 705 09/19/2011 - 23:10 Português
Poesia/Desilusão FALEM,FALEM.... 0 636 01/17/2011 - 23:54 Português
Poesia/Desilusão AO RÈS DE MIM 0 444 01/17/2011 - 19:03 Português
Poesia/Desilusão ÉS PROMESSA QUE ME TRAÍU 0 493 01/17/2011 - 19:01 Português
Poesia/Geral HÁ QUE GANHAR E PERDER 1 569 01/17/2011 - 00:14 Português
Poesia/Tristeza ESCREVO PARA O TEMPO 0 625 01/16/2011 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão AS HORAS CAINDO 4 624 01/16/2011 - 16:11 Português
Poesia/Geral ESTE SILÊNCIO 2 677 01/14/2011 - 15:26 Português
Poesia/Desilusão SEM ME DAR CONTA 1 542 01/11/2011 - 18:16 Português
Poesia/Geral EVOCO RECORDAÇÕES 3 397 01/10/2011 - 22:50 Português
Poesia/Dedicado SENTIR O PERFUME 2 483 01/09/2011 - 22:01 Português
Poesia/Soneto ESPELHO MEU 2 427 01/09/2011 - 21:56 Português
Poesia/Dedicado EVOCO RECORDAÇÕES 1 407 01/09/2011 - 21:55 Português