CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Aniversário

"E a vida se renova ..."
e é certo que outros rios
banharão minhas horas
e novas perspectivas
trarão a angústia das demoras.

Quiçá me vejam
em diversas vitórias,
mas só eu saberei
quão tristes essas histórias.

A vida que re-sonhei,
a mulher que amo,
como nunca amei,
faltaram na mensagem,
sem som, sem imagem.

Do texto presumo o nome,
dos doces vaticínios
a certeza que serão minímos,
ante a perda do amor que tive,
mas que tolo, não retive.

Texto tão elegante,
tão frio, tão distante.
Inútil chamada que me renovou
a efêmera chama, que pouco durou.

Vi em cada linha bem escrita
a minha desdita:
amar-te, vida minha,
nessa rua em que já não se caminha.

Submited by

domingo, dezembro 13, 2009 - 14:36

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 7 anos 42 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Comentários

imagem de emiliafigueiredo

Re: Aniversário

Do texto presumo o nome,
dos doces vaticínios
a certeza que serão minímos,
ante a perda do amor que tive,
mas que tolo, não retive.

Se chama de tolo por não reter
este amor sente-se culpado por
perder este amor Fábio?

Abraço Mila

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Aniversário

"A vida se renova..."
e é certos que outros rios
banharão minhas horas

"No mesmo rio, não se pode banhar duas vezes."
(Heráclito de Éfeso)

Gostei muito deste poema.

Um abraço,
REF

imagem de MarneDulinski

Re: Aniversário

LINDO POEMA, GOSTEI MUITO!
Meus parabéns,
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros ALCESTE, Gluck - Óperas, guia para iniciantes 0 1.256 08/14/2015 - 14:26 Português
Prosas/Outros ORFEU e EURÍDICE, Hydn - Óperas, guia para iniciantes - Ensaio completo 0 1.100 08/14/2015 - 01:24 Português
Poesia/Tristeza Atos 0 1.149 08/11/2015 - 15:41 Português
Poesia/Geral A Canção de Hiroshima 0 1.020 08/05/2015 - 20:11 Português
Prosas/Outros RIGOLETTO, Verdi - Óperas, guia para iniciantes. 0 1.724 08/04/2015 - 20:49 Português
Poesia/Amor Serenidades 0 1.143 07/29/2015 - 14:57 Português
Poesia/Geral Os Traços 0 1.066 07/26/2015 - 14:14 Português
Poesia/Geral Luna 0 1.333 07/21/2015 - 15:32 Português
Poesia/Geral Assombros 0 1.217 07/19/2015 - 17:23 Português
Prosas/Outros Pagliacci, Leoncavallo - Óperas, guia para iniciantes 0 1.581 07/16/2015 - 15:34 Português
Poesia/Geral A Moça de Cima 0 776 07/14/2015 - 15:14 Português
Poesia/Amor O Grito 0 1.137 07/11/2015 - 19:14 Português
Prosas/Outros Óperas, guia para iniciantes - Cavalleria Rusticana, Mascagni - Ensaio completo 0 3.268 07/10/2015 - 15:25 Português
Prosas/Outros Da Maioridade Penal 0 747 07/09/2015 - 23:46 Português
Poesia/Geral Paraty 0 1.436 07/06/2015 - 01:09 Português
Prosas/Outros Óperas, guia para iniciantes - LUCIA DE LAMMERMOOR, Donizetti - Ensaio completo 0 547 07/01/2015 - 15:56 Português
Poesia/Tristeza As Idades 0 1.110 06/27/2015 - 16:07 Português
Poesia/Amor As Separações 0 1.990 06/25/2015 - 22:51 Português
Poesia/Geral K., onze anos, apedrejada 0 544 06/22/2015 - 15:26 Português
Poesia/Amor Sax 0 1.539 06/19/2015 - 15:17 Português
Poesia/Geral Matem 0 1.657 06/16/2015 - 15:23 Português
Prosas/Tristeza Óperas, guia para iniciantes - EUGEN ONEGIN, Tchaikovsky - Ensaio completo 0 2.539 06/15/2015 - 20:09 Português
Poesia/Amor Ao filho que fiz 0 1.225 06/13/2015 - 16:59 Português
Poesia/Geral Negra Calíope 0 1.912 06/12/2015 - 14:04 Português
Poesia/Amor Enigmas 0 1.382 06/11/2015 - 15:20 Português