CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Aos quatro cantos

Primeiro canto

Vem a borboleta da noite ao relento
Brilha com seu diadema de estrelas
Solta as asas douradas nos céus
Abre a claridade dos batimentos que se propagam
Na noite espectral, despertando os seres noctívagos
Onde tudo é rumor, olhar, inumeráveis palpitações
Cumpre-se a luz no seu Zénite em reluzente desnudar
Como se dormisse levemente, entrelaçada, atenta
ao vibrar presente de apenas uma borboleta.

Segundo canto

Tudo é acariciado pelas tuas mãos.
Surpreende-me e assobia ao meu ouvido
Abre a tua chaga de mil cantos
com este laço puro de sangue que te reclama
Como se fosse uma conturbada nota que muda de tom
Não é dor, é doçura, é amor que te enlaça por inteiro
ao roçar numa delícia ténue que jamais poderás esquecer
Pacto sagrado, elevado ao canto confidente que me imola.

Terceiro canto

Porque pensaste conhecer-me
na tua solidão desamparada
Mas o fogo é espaço que nos olha e nos despe,
que altera a matéria e o destino
Não estranhes pois,
que eu cante no denso e tão breve clamor de um pavio
Raptando instantes de vida, para viverem comigo a minha vitória.

Quarto canto

Cascatas de amor parecem me deter
Um obstáculo de fontes precipita
Brincam indolente com o fogo que se avizinha
Quem desposou a água com o fogo
Ungidos de terra e vento agreste
Para fecundá-los com um amor rebelde?

Submited by

sexta-feira, maio 16, 2008 - 19:03

Poesia :

No votes yet

admin

imagem de admin
Offline
Título: Administrador
Última vez online: há 8 semanas 4 dias
Membro desde: 09/06/2010
Conteúdos:
Pontos: 44

Comentários

imagem de Andarilhus

Re: Aos quatro cantos

Foi a montanha que desposou o céu!
Pelo menos, parecem-me algo bíblico estes esponsais pagãos.
E o amor, tal amor?! do mais puro e natural, longe das crenças do Homem.
Tem a beleza de uma azevinho em planalto de urzes e torga.
Beijo

imagem de ÔNIX

Re: Aos quatro cantos

Explêndido! Gosto da forma como escreves.
Beijos

imagem de MariaSousa

Re: Aos quatro cantos

Belos cantos, Maria!

Cantos delicados e dedicados...

Gostei muito.

Bjs

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of admin

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amizade PORTUGAL 6 27.934 06/11/2019 - 09:35 Português
Poesia/Gótico Não me olhes 7 14.153 11/28/2012 - 00:50 Português
Poesia/Geral Não fui eu 5 5.479 03/24/2012 - 14:25 Português
Pintura/Paisagem PORTO 4 8.435 11/23/2011 - 12:36 Português
Poesia/Geral Quem sabe acender uma fogueira sabe amar uma mulher 4 9.633 02/18/2011 - 12:27 Português
Videos/Perfil 1153 0 3.249 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 794 0 3.244 11/24/2010 - 23:03 Português
Videos/Perfil 793 0 4.698 11/24/2010 - 23:03 Português
Videos/Perfil 791 0 4.147 11/24/2010 - 23:03 Português
Videos/Perfil 740 0 4.292 11/24/2010 - 23:02 Português
Videos/Perfil 697 0 4.387 11/24/2010 - 23:02 Português
Videos/Perfil 732 0 3.487 11/24/2010 - 23:01 Português
Videos/Perfil 587 0 3.167 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 585 0 4.459 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 580 0 3.466 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 553 0 3.353 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 552 0 3.347 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 551 0 4.038 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 550 0 4.297 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 549 0 4.229 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 548 0 4.853 11/24/2010 - 23:00 Português
Videos/Perfil 547 0 3.717 11/24/2010 - 22:59 Português
Videos/Perfil 495 0 3.958 11/24/2010 - 22:58 Português
Videos/Perfil 494 0 3.808 11/24/2010 - 22:58 Português
Videos/Perfil 493 0 4.248 11/24/2010 - 22:58 Português