CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AVES-NAVES

 

Férreas naus singram os mares no céu.
Céleres migram as aves, já é tarde.
A lua se expõe ao cair deste véu
de silente penumbra, que vem sem alarde.

É a noite que surge avisando o universo:
Sou negra e sou forte cá neste planeta.
Vim trazer à tona o que está submerso.
Avise meus anjos, que soe a trombeta.

O universo extático frente a visão
conta aves-naves, sem entendimento.
Simbiose que turva sua compreensão
alígera, levada em secreto no vento.

As aves se vão e encontram um cais,
e pondo seus ovos iniciam o regresso.
As naves sem ninhos não voltarão mais,
tragadas no fosso, do universo no avesso.

Navezinhas, aos milhares à luz do arrebol,
são pintos das naves, que as aves chocaram.
Tais quais estrelinhas, florinhas de escol;
e aves e naves o universo enganaram.

J.Thamiel (Parnasiano)
13.05.16

Submited by

domingo, maio 15, 2016 - 00:59

Poesia :

No votes yet

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 horas 21 minutos
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3912

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Geral 0 0 08/25/2020 - 16:16 Português
Poesia/Geral 0 2 08/25/2020 - 16:15 Português
Poesia/Geral 0 0 07/10/2020 - 17:09 Português
Poesia/Geral 0 0 07/10/2020 - 17:08 Português
Poesia/Geral 0 0 04/09/2020 - 02:15 Português
Poesia/Geral 0 0 04/09/2020 - 02:14 Português
Poesia/Desilusão CRECIMIENTO 0 3.238 10/05/2019 - 15:44 Espanhol
Poesia/Geral A s a u d a d e 0 3.737 07/30/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral A CHUVA 0 2.837 10/26/2017 - 15:53 Português
Poesia/Geral A FOLHA SECA 2 4.081 06/15/2018 - 18:30 Português
Poesia/Geral DELÍRIO DE PYATÃ 0 1.638 02/07/2017 - 01:05 Português
Poesia/Geral Deus perdoa sempre. Os homens de acordo com seus interesses. A natureza... nunca! 0 2.335 09/20/2016 - 12:53 Português
Poesia/Pensamentos E S F I N G E 1 757 06/07/2024 - 19:41 Português
Poesia/Geral EL TIEMPO 0 6.454 09/26/2018 - 17:13 Espanhol
Poesia/Amor FELISBELA, MEU AMOR 0 2.743 05/24/2016 - 12:38 Português
Poesia/Geral FILOSOFIA DE UM BÊBADO 0 3.085 12/17/2019 - 14:15 Português
Poesia/Geral LA FELICIDAD 2 3.670 03/02/2018 - 14:59 Espanhol
Poesia/Geral MEUS VERSOS TALVEZ TE AGRADEM... 0 4.324 05/06/2016 - 12:32 Português
Poesia/Dedicado O BOM POETA - (Homenagem) 0 2.399 02/07/2019 - 17:38 Português
Poesia/Fantasia OUTONO (Poesia concreta) 0 3.209 08/01/2016 - 01:12 Português
Poesia/Meditação QUANDO SOAR A TROMBETA DO ANJO 0 771 04/22/2024 - 20:50 Português
Poesia/Intervenção SE VOCÊ TEM VONTADE DE ESCREVER, FAÇA COMO EU (Parte 2) 0 1.726 11/16/2020 - 23:00 Português
Prosas/Outros "belém" ou pra lá de "belém"? 0 2.318 12/02/2016 - 14:22 Português
Poesia/Geral "DE BOA" 4 3.362 07/21/2016 - 19:37 Português
Poesia/Dedicado "DE MEIA" 0 1.686 06/27/2016 - 19:30 Português