CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DEPONHAM AS ARMAS!

Deixem-me gritar esta revolta
que sinto em mim, por tanto mal à solta!
Deixem-me com outros, em uníssono,
perguntar a Deus, a Esse Altíssimo,
que dizem reger tudo, lá do alto:
- Quando terminará o sobressalto
provocado por fortes sons, estridentes,
de tantas armas que matam inocentes?
Por que pagarão eles, pelos adultos
seguidores de vis princípios bem ocultos? 

Deponham armas! Que cesse a guerra,
destruidora de tudo o que há na Terra!
Não deixem que paguem as crianças
pelos crimes cometidos, por alianças
feitas entre adultos muito maus,
que espalham ódio e geram tanto caos.
Enquanto há gente orando na igreja,
há outra gente que só, por mal, pragueja!

Deixem-me despertar adormecidos
que, cegos, imbecis e embrutecidos
pelas luzes estonteantes da ribalta
- e misturados com tanta gente falsa...-
recusam ver – os que filhos possam ter -
que estão na estrada errada, podem crer!

Maria Letra
Adaptação para Português,
do meu poema “Stop the Wars”
2016-02-06

Submited by

sábado, novembro 24, 2012 - 23:15

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 15 horas
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2218

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Terror UM GALINHEIRO DE AVES ESCOLHIDAS A DEDO PARA PRODUZIR AUDIÊNCIAS 0 1.628 01/07/2014 - 07:47 Português
Poesia/Geral UM CERTO FALSO AMAR 0 1.264 12/30/2013 - 04:26 Português
Poesia/Geral ESTE NATAL EM PORTUGAL 0 536 12/29/2013 - 17:58 Português
Poesia/Geral UM EGO CEGO 0 2.620 12/12/2013 - 13:38 Português
Poesia/Poetrix SÓ, MAS FELIZ! 0 1.401 10/16/2013 - 07:35 Português
Poesia/Geral ERROS MEUS 0 1.036 10/16/2013 - 01:48 Português
Poesia/Geral QUANDO "SÓ", VALE A PENA 0 704 10/13/2013 - 18:43 Português
Poesia/Intervenção CERCO AOS MARRETAS 0 816 10/07/2013 - 11:11 Português
Poesia/Desilusão VER..., PARA CRER! 0 875 09/28/2013 - 11:20 Português
Poesia/Geral TEUS VENTOS 0 886 09/15/2013 - 09:14 Português
Poesia/Amor A TUA AUSÊNCIA 0 1.204 09/14/2013 - 15:03 Português
Poesia/Geral A MORTE TRAINDO A VIDA 0 593 09/06/2013 - 21:20 Português
Poesia/Geral A NATUREZA E NÓS 0 979 08/25/2013 - 16:20 Português
Poesia/Geral PORQUÊ SETEMBRO? 0 776 08/25/2013 - 11:56 Português
Poesia/Geral PROCESSO LENTO 0 1.084 08/20/2013 - 19:17 Português
Poesia/Geral O HAVER DEVE MUITO AO SALDO 0 1.046 08/19/2013 - 00:03 Português
Poesia/Amor MEU SENTIR-TE 0 848 08/17/2013 - 13:38 Português
Poesia/Poetrix SATURAÇÃO 0 741 08/17/2013 - 10:29 Português
Poesia/Geral PROJECTO DE VIDA 0 893 08/17/2013 - 10:02 Português
Poesia/Tristeza MORTE, LEGADO ODIADO 0 793 08/16/2013 - 19:10 Português
Poesia/Tristeza TEMPOS QUE O TEMPO TE DEU 0 1.162 08/15/2013 - 11:08 Português
Poesia/Tristeza PERDÃO, MÃE! 0 3.010 08/13/2013 - 10:45 Português
Poesia/Geral O LADO MAU DA CULTURA 0 767 08/11/2013 - 18:00 Português
Poesia/Geral INDIFERENÇA 0 869 08/09/2013 - 17:52 Português
Poesia/Poetrix ESPAÇOS MEUS 0 1.385 08/09/2013 - 10:55 Português