CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Canção ás Minhas 3 Meninas

intro do que são as minhas três meninas:

A imaginação é uma criança que na sua inocência e liberdade,
me assalta o pensamento, deixando-me desatento.
Saltita-me nos neurónios como em pedras intercaladas,
apedreja-me no raciocínio, as verdades incontestáveis.

ÈS LINDA!!!
ÉS ESBELTA!!
ÉS LUZ DE PIRILAMPO!!
QUE DE NOITE ENTRA NA HORTA DAS PALAVRAS E VERDURAS,
COMO A MESMA NÃO TEM PORTA SÓ FAZENDO TRAVESSURAS

VEM E VOLTA, VOLTA E VEM
VEM E VOLTA VOLTA E VEM
JUNTA COM AS MINHAS LOUCURAS
SÃO UM TRIO MUITO ENGRAÇADO E FAZEM GRANDE FRENESIM...
ESTAVA EU JÁ DEITADO LÁ VIM EU ESCREVER ASSIM.
 
(((((((( TUM TUM TUM TUM TUM TUM TUM TUM ))))))))

SOU POR ELAS VISITADO, COM ALGUMA ASSIDUIDADE
ÁS VEZES FICO ENCANTADO, OUTRAS VEZES IRRITADO* (*menos com uma).

(((((((( TIM TIM TIM TIM TIM TIM TIM TIM ))))))))
MAS COM TANTO VEM E VOLTA JÁ NÃO SEI O QUE É DE MIM.

LOUCO LOUCO DE LOUCURAS, LOUCO DE IMAGINAÇÃO.
LOUCO LOUCO DE LOUCURAS, LOUCO DO MEU CORAÇÃO
LOUCO LOUCO DE LOUCURAS, LOUCO DE IMAGINAÇÃO.
PARA AS  MINHAS TRÊS  MENINAS EU ESCREVI ESTA CANÇÃO.

(((((((( PRAM PRAM PRAM PRAM PRAM PRAM PRAM PRAM.........((((((((((( PRAM ))))))))))

E perguntam vocês:"- E a terceira menina? Não entra em cena?"
Respondo eu: "-Claro que sim...chama-se Madalena"

Submited by

terça-feira, janeiro 2, 2018 - 10:13

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 11 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 890

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Saudades Uterinas* 0 793 02/21/2011 - 14:14 Português
Ministério da Poesia/Geral XR2044 0 893 02/21/2011 - 13:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Torradas do Pão que o Diabo Amassa 0 699 02/21/2011 - 13:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Sopa de Queixumes 0 459 02/21/2011 - 13:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Solidão 0 629 02/21/2011 - 13:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Sentidos Apurados 0 790 02/21/2011 - 13:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Saldos da Vida 0 587 02/21/2011 - 13:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Realações Descartáveis 0 516 02/21/2011 - 13:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Prompt Etaminal 0 591 02/21/2011 - 13:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Poesia Neurocirurgica 0 414 02/21/2011 - 13:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Poema Solúvel 0 389 02/21/2011 - 13:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Perdas Derrotas e Amputações 0 512 02/21/2011 - 13:21 Português
Ministério da Poesia/Geral P de Tudo 0 331 02/21/2011 - 13:18 Português
Ministério da Poesia/Geral O Sistema 0 548 02/21/2011 - 13:17 Português
Ministério da Poesia/Geral O Meu Naufragio 0 316 02/21/2011 - 13:13 Português
Ministério da Poesia/Geral O Empréstimo 0 451 02/21/2011 - 13:12 Português
Ministério da Poesia/Geral O Ciclo 0 421 02/21/2011 - 13:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Mulher 0 516 02/21/2011 - 13:08 Português
Ministério da Poesia/Geral Modas Literarias 0 666 02/21/2011 - 13:06 Português
Ministério da Poesia/Geral Mnemonica 0 564 02/21/2011 - 13:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Mnemonica 0 307 02/21/2011 - 13:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Metada do que Sou 0 409 02/21/2011 - 13:02 Português
Ministério da Poesia/Geral Meno Zero 0 591 02/21/2011 - 13:00 Português
Ministério da Poesia/Geral Materializar 0 454 02/21/2011 - 12:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Mãe 0 412 02/21/2011 - 12:56 Português