CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Chapéuzinho vermelho

Chapeuzinho vermelho
Jorge Linhaça

Ôceis fica aí difamando
a pobre da chapéuzinho
que vivia só cantando
carregando seu cestinho
o Lôbo mau atiçando
em busca de um carinho

No caçadô tão valente
Cês inté puseru guampa
pois andava docemente
(um rapaz de fina estampa)
pelo bosque bem contente
desfilando a sua buzanfa

Nem a véia perdoarum
tadinha da desdentada
na suruba a colocarum
como si fosse tarada
voceis só num falarum
da mamãe estraviada

Essa história di mandá
pro bosque a doce menina
eu inté qui posso jurá
qui é coisa de cafetina
que pruns trocado ganhá
uns prano bravo atina

Essa história di lôbo mau
que cumeu a vovozinha
foi intriga dos jornal
daquela época antiga
bode expiatório afinal
e vitima das intriga

O caçadô era afilhado
dum dos dono du pedaço
um ilustre deputado
que o tinha em seu regaço
a vó sabia du riscado
desde os tempu du cangaço

A mãe dela era assessora
du ministério da diversão
cahpéuzinho era cantora
das boate do Zé Romão
e o lobo sem ter escora
pagô o pato, foi laranjão

I aqui incerro a hitória
du jeitim qui ouvi contá
dessa saga tão inglória
qui arresorvêro mudá
cumo a da otra lambisgóia
que foi cuns anão morá.
 

Submited by

segunda-feira, maio 23, 2011 - 00:16

Poesia :

No votes yet

Jorge Linhaca

imagem de Jorge Linhaca
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 51 semanas
Membro desde: 05/15/2011
Conteúdos:
Pontos: 1891

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Jorge Linhaca

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Incêndio 0 422 05/30/2011 - 11:51 Português
Poesia/Meditação HOLOCAUSTO 0 553 05/30/2011 - 11:49 Português
Prosas/Outros História de um menino 0 393 05/30/2011 - 11:47 Português
Poesia/Geral Guerreiro 0 367 05/30/2011 - 11:44 Português
Poesia/Desilusão Famélico Ser 0 679 05/30/2011 - 11:42 Português
Poesia/Meditação Droga 0 386 05/30/2011 - 11:41 Português
Poesia/Desilusão Bala Perdida 0 794 05/30/2011 - 11:40 Português
Poesia/Geral Cidades Mortas 0 532 05/30/2011 - 11:38 Português
Poesia/Geral Cavaleiro Negro 0 750 05/30/2011 - 11:37 Português
Poesia/Desilusão Canto do povo da terra 0 299 05/30/2011 - 11:27 Português
Poesia/Desilusão Brasilidade 0 583 05/30/2011 - 11:26 Português
Poesia/Geral Bonecas de Carne 0 507 05/30/2011 - 11:25 Português
Poesia/Geral As Lágrimas da Pátria 0 408 05/30/2011 - 11:21 Português
Poesia/Geral Sobre o Argênteo Mar 0 713 05/30/2011 - 11:18 Português
Poesia/Geral ANJO DAS ASAS NEGRAS 0 568 05/30/2011 - 11:16 Português
Poesia/Geral ANJO DAS ASAS NEGRAS 0 1.014 05/30/2011 - 11:16 Português
Poesia/Amizade Alucinógena Fada 0 404 05/30/2011 - 11:15 Português
Poesia/Amor Alô, Mamãe? 0 718 05/30/2011 - 11:13 Português
Poesia/Desilusão A Imagem do Cruzeiro Resplandece 0 447 05/30/2011 - 11:09 Português
Poesia/Fantasia COWBOY do Asfalto 0 354 05/30/2011 - 11:05 Português
Poesia/Meditação ARAUTOS DO RETROCESSO 0 377 05/30/2011 - 11:03 Português
Poesia/Meditação AGUADEIRO 0 1.005 05/30/2011 - 11:02 Português
Poesia/Fantasia o Espírito do Bisão 0 499 05/30/2011 - 11:01 Português
Poesia/Fantasia O unicórnio 0 622 05/30/2011 - 10:58 Português
Poesia/Fantasia O pégasus e o unicórnio 0 688 05/30/2011 - 10:56 Português