CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

(cios esquecidos )


.
.
.
.
.
meus lábios secam
na espera
de um beijo teu
doce,macio,
húmido de mel
ardo em luares
de cios esquecidos

aproxima-te,
enlaça minha cintura
qual melodia de violino !
rosa,pétalas abrem-se
ao teu toque

asas de desejo
voam nas minhas entranhas
acendes o fogo da ousadia
nos vales do meu corpo

o silencio que me corrói
sai arrastado em gemidos
tacteias na minha pele
inalas o aroma salgado
do cio em flor

és tu meu amor
o vinho maduro que bebo
embriago-me da melhor casta
quero acordar em ressaca

minha face na almofada
da tua pele...
pela manhã,
já desfeita no entardecer ..

imagem:liloarte_pinturas

Submited by

terça-feira, abril 1, 2014 - 02:09

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

annay

imagem de annay
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 37 semanas
Membro desde: 03/16/2012
Conteúdos:
Pontos: 1384

Comentários

imagem de annay

lindo o seu poema

lindo o seu poema Cortilio
grata pela partilha.adorei.
abraço
ana

imagem de Cortilio

Raiar de corpos – que como

Raiar de corpos – que como água em copo
Nos preenche e nos vazia às avessas
De pura malícia – somos riacho em areia
Gozo de corpo – de nossas bocas travessas
No corpo com corpo – invasão de maré cheia
De salgado pecado – abençoado capeta
Na língua dos poros e no auge da posse
Posse que goza que sua – que tua – que minha
Suores de nossa intensa lascívia – a maravilha
Do choque da geometria de gozo que se goza
De mim em ti – de ti em mim – jato fluido
O cheiro do gozo que invade as narinas
Estreita – penetra e que me depositas
A essência – nosso perfume de gota em gota
De gotas – águas – riacho – nosso rio
Brilhar de corpos – quando ateamos o pavio
Dentro penetro – em rio de deleites – inundo
Gozarmos é mar cavado por luxúria – profundo.

Gozar é mar e maravilha
Poeta Cortilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of annay

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Um grito à ausência 3 937 03/28/2021 - 22:23 Português
Poesia/Geral Que coisa mais maluca 0 1.385 07/05/2014 - 02:20 Português
Poesia/Amor inventei-te, sem saber que existes ! 1 1.480 06/28/2014 - 22:18 Português
Poesia/Geral desarrumar a vida,valerá a pena ? 2 1.073 06/27/2014 - 04:12 Português
Poesia/Geral Enrolam-se nos fios de tempo 2 1.528 06/18/2014 - 02:38 Português
Poesia/Geral o tempo perdido 2 2.267 06/17/2014 - 02:22 Português
Poesia/Meditação a razão de todas as razões 0 1.978 05/14/2014 - 02:23 Português
Poesia/Geral tudo se resume á submissão do estar 2 1.252 05/09/2014 - 02:22 Português
Poesia/Geral tecidos fálicos 0 1.085 05/09/2014 - 02:18 Português
Poesia/Geral loucura,esse estado de lucidez 0 1.203 05/03/2014 - 03:47 Português
Poesia/Geral Morre-se devagar 0 1.673 05/02/2014 - 02:39 Português
Poesia/Amor Feminista?não,apenas fêmea 0 989 04/23/2014 - 03:42 Português
Poesia/Amor resignar 0 1.314 04/16/2014 - 23:38 Português
Poesia/Geral quando não precisas de ninguém 0 1.362 04/15/2014 - 03:16 Português
Poesia/Geral não ouso 0 1.132 04/02/2014 - 01:35 Português
Poesia/Erótico (cios esquecidos ) 2 1.734 04/02/2014 - 01:26 Português
Poesia/Meditação garras mortíferas 0 1.504 03/28/2014 - 05:11 Português
Poesia/Meditação o nó na garganta 0 1.150 03/28/2014 - 01:48 Português
Poesia/Amor vida insípida 0 1.531 03/27/2014 - 04:55 Português
Poesia/Erótico "para além da razão" 0 1.290 03/26/2014 - 03:16 Português
Poesia/Desilusão ler-me-ás ? 2 1.371 03/25/2014 - 05:06 Português
Poesia/Geral palavras 0 1.255 03/25/2014 - 05:01 Português
Poesia/Geral pensar 0 1.450 03/25/2014 - 03:08 Português
Poesia/Meditação ele há corações... 0 2.063 03/19/2014 - 04:13 Português
Poesia/Amor (especial) hoje 2 1.835 02/18/2014 - 04:25 Português