CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Clara exaltação

Às vezes penso mesmo sem saber porquê
Vivo o que está além do que os meus olhos alcançam
Assaltando com consentimento mundos que não são meus
Rasgo telas com teorias e pinto-me de mundos de fantasias
Forro paredes do meu quarto com recortes de memórias
Relembro passadas pequeninas na minha respiração
Cogitando um tímido e orvalhoso sorriso no olhar
Sinto-me melancólico, nem sei se me quero sonhar
Porém duvido ter em mim o querer despertar
Anda sentimento que fazes as andorinhas voar
Viver não é somente o espaço entre nascer e morrer

Há momentos em que os selenitas me parecem reais
Enquanto o mundo me parece euforicamente surreal
E simples momentos, até, em que penso em ti

Submited by

sábado, junho 16, 2012 - 15:09

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

aasp

imagem de aasp
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 34 semanas 6 dias
Membro desde: 10/19/2010
Conteúdos:
Pontos: 307

Comentários

imagem de JoanaSilva

"E simples momentos, até, em

"E simples momentos, até, em que penso em ti"

Continuo a afirmar que esta frase é a que mais foca o assunto que te baila nas veias e representas neste poema.
Até os simples momentos nada têm de simplicade, são dignos de uma verdadeira complexidade :)

Beijo, Joana.

imagem de joanadarc

"Penso, logo

"Penso, logo existo".

Beijo

Joana

imagem de Henricabilio

entre sonhos e realidades nos

entre sonhos e realidades nos enclausuramos.

(Não será a própria vida um pesadelo forjado?!)

Saudações!

_Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of aasp

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Cidades Sem título 0 667 07/15/2014 - 20:02 Português
Fotos/Cidades Sem título 0 539 07/15/2014 - 19:59 Português
Fotos/Cidades Sem título 0 607 07/15/2014 - 19:57 Português
Prosas/Outros A.O. sem E, I e U 2 513 02/06/2013 - 16:59 Português
Poesia/Geral À Lua 4 567 02/06/2013 - 13:05 Português
Prosas/Pensamentos Arco-íris (2009) 2 605 07/02/2012 - 23:20 Português
Poesia/Dedicado Sentindo-me... 4 582 07/02/2012 - 22:41 Português
Prosas/Comédia MANIFESTO ANTI-GRIPE A E POR EXTENSO E REDUZIDO (2009) 0 651 06/30/2012 - 23:37 Português
Poesia/Geral Homem com máscara de emoção de ser poético 3 1.021 06/24/2012 - 23:19 Português
Poesia/Geral Clara exaltação 3 593 06/23/2012 - 23:07 Português
Poesia/Pensamentos Fugas 2 884 06/17/2012 - 11:47 Português
Poesia/Geral Não sei se és tu de quem oiço os passos... 0 503 06/12/2012 - 23:45 Português
Poesia/Geral Para um dia acabar... 0 473 04/03/2012 - 00:15 Português
Poesia/Geral Baila, baila bailarina... 0 716 11/02/2011 - 23:17 Português
Poesia/Geral Palavras alinhadas 1 1.055 04/16/2011 - 14:06 Português
Poesia/Dedicado Folhas da minha árvore continuam a cair... 2 728 03/25/2011 - 00:18 Português
Poesia/Meditação 11.3.11 0 909 03/14/2011 - 12:59 Português
Poesia/Geral Rabiscos lienares 0 638 02/28/2011 - 12:50 Português
Poesia/Amor Minha Nai, meu anjo da guarda... 0 766 02/24/2011 - 15:25 Português
Poesia/Intervenção Macaquinhos de liberdade 0 752 02/24/2011 - 14:53 Português
Poesia/Geral Ella 2 0 906 01/31/2011 - 15:06 Português
Poesia/Geral Ella 1 0 948 01/31/2011 - 14:23 Português
Poesia/Geral Objecto de ti 0 933 01/27/2011 - 17:31 Português
Poesia/Dedicado Bailarina 0 945 01/21/2011 - 01:14 Português
Poesia/Dedicado (sem título) 1 671 01/19/2011 - 20:34 Português