CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Conseguimos pão arriscando as nossas vidas

Então não quer que eu fale
Ameaça-me para que me cale
Diante da fome é impossível
Pois pode se ouvir o ronco da barriga
Que há dias não sente o alimento.

Cobram a lenha que deveria acender o fogo
E arrancam das minhas mãos tremulas
O pão que consegui com muito suor
Minha pele gruda nos ossos
E a boca está seca como o deserto.

Conseguimos um pedaço de pão
Quando arriscamos a nossa vida
Por causa do medo constante
Já não sabemos o que é alegria.

Tudo sobe todos os dias
Falam em uma tal inflação
Que não existia
Um leão que ruge sem parar
Ameaçando a nossa liberdade.

Tenho fome, grita a criança,
Enquanto um velho é escorraçado
E os líderes se reúnem às escondidas
Em suntuosos resort
E riem da desgraça alheia
Onde falta a merenda escolar
Quem dera fosse apenas mais um pesadelo
Que seria disperso ao amanhecer.

Até quando clamarei por justiça
E terei meu grito abafado
Pelos políticos dessa nação
Que não cumpre a constituição?

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, setembro 24, 2021 - 21:00

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 5 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7989

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Mãe, o maior amor que pode existir 3 109 05/08/2022 - 20:33 Português
Poesia/Dedicado Mãe - Eu canto a ti o amor! 3 135 05/06/2022 - 23:57 Português
Poesia/Meditação Dias melhores virão 3 176 05/06/2022 - 19:01 Português
Poesia/Meditação A impossibilidade física da morte na mente de alguém que está vivo 3 126 05/05/2022 - 19:11 Português
Poesia/Meditação O peso do mundo 3 103 05/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação E se não estiver tudo bem? 3 121 05/04/2022 - 18:45 Português
Poesia/Amor Inimaginável 3 106 05/03/2022 - 18:34 Português
Poesia/Tristeza Querida solidão 3 99 05/02/2022 - 18:29 Português
Poesia/Intervenção Não lastimo o próximo perigo 3 164 05/02/2022 - 12:41 Português
Poesia/Pensamentos Palavras apenas não servem 3 97 04/30/2022 - 21:59 Português
Poesia/Fantasia Enquanto dormia 3 138 04/29/2022 - 23:56 Português
Poesia/Meditação Resta um poeta morto! 3 126 04/28/2022 - 20:45 Português
Poesia/Meditação Corra com os cavalos 3 81 04/28/2022 - 18:23 Português
Poesia/Pensamentos Reflexões sobre o mundo 3 178 04/27/2022 - 19:10 Português
Poesia/Amor A canção do Amor Eterno 3 110 04/25/2022 - 11:41 Português
Poesia/Meditação Ponto de apoio 3 324 04/23/2022 - 18:14 Português
Poesia/Pensamentos Grandes esperanças 3 242 04/22/2022 - 21:07 Português
Poesia/Alegria Poetas, artesãos da vida 3 131 04/21/2022 - 16:12 Português
Poesia/Amor Quero Receber Teu Beijo 3 170 04/20/2022 - 20:04 Português
Poesia/Amor Razão de amar 3 158 04/19/2022 - 18:17 Português
Poesia/Desilusão Órfão da luz do teu olhar 3 271 04/18/2022 - 18:39 Português
Poesia/Dedicado Magnífica Cáceres! 3 125 04/16/2022 - 21:57 Português
Poesia/Meditação Tenho muitos pensamentos sobre Deus 3 253 04/15/2022 - 22:28 Português
Poesia/Meditação Que se calem todas as vozes! 3 249 04/15/2022 - 01:44 Português
Poesia/Intervenção Fantasmas na escuridão 3 124 04/14/2022 - 14:12 Português