CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Conseguimos pão arriscando as nossas vidas

Então não quer que eu fale
Ameaça-me para que me cale
Diante da fome é impossível
Pois pode se ouvir o ronco da barriga
Que há dias não sente o alimento.

Cobram a lenha que deveria acender o fogo
E arrancam das minhas mãos tremulas
O pão que consegui com muito suor
Minha pele gruda nos ossos
E a boca está seca como o deserto.

Conseguimos um pedaço de pão
Quando arriscamos a nossa vida
Por causa do medo constante
Já não sabemos o que é alegria.

Tudo sobe todos os dias
Falam em uma tal inflação
Que não existia
Um leão que ruge sem parar
Ameaçando a nossa liberdade.

Tenho fome, grita a criança,
Enquanto um velho é escorraçado
E os líderes se reúnem às escondidas
Em suntuosos resort
E riem da desgraça alheia
Onde falta a merenda escolar
Quem dera fosse apenas mais um pesadelo
Que seria disperso ao amanhecer.

Até quando clamarei por justiça
E terei meu grito abafado
Pelos políticos dessa nação
Que não cumpre a constituição?

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, setembro 24, 2021 - 21:00

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 22 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8045

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Suspiros Poéticos e Saudades 3 183 03/26/2022 - 13:37 Português
Poesia/Meditação O lobo do homem 3 175 03/26/2022 - 00:32 Português
Poesia/Intervenção Não há justificativas 3 173 03/25/2022 - 19:12 Português
Poesia/Amor Na ilusão da eternidade 3 122 03/24/2022 - 18:40 Português
Poesia/Amor Eles contam histórias 3 211 03/23/2022 - 20:21 Português
Poesia/Paixão O amor na noite do tempo 3 157 03/23/2022 - 03:05 Português
Poesia/Paixão O nome desse sentimento é paixão 3 130 03/22/2022 - 18:59 Português
Poesia/Intervenção Nada pode impedir o seu caminhar 3 160 03/21/2022 - 13:12 Português
Poesia/Pensamentos Tudo isso que penso agora 3 148 03/20/2022 - 19:02 Português
Poesia/Desilusão Não posso viver sem minha vida 3 210 03/19/2022 - 14:28 Português
Poesia/Intervenção O caos primordial 3 138 03/18/2022 - 16:37 Português
Poesia/Desilusão Implacável 3 130 03/17/2022 - 18:39 Português
Poesia/Amor A fagulha do amor alado 3 278 03/16/2022 - 18:47 Português
Poesia/Amor Sintonia 3 227 03/15/2022 - 18:45 Português
Poesia/Pensamentos Apenas o som da chuva 3 184 03/14/2022 - 19:27 Português
Poesia/Meditação O silêncio dos inocentes 3 191 03/11/2022 - 19:59 Português
Poesia/Pensamentos A verdade que nunca foi dita 3 272 03/10/2022 - 18:39 Português
Poesia/Amor Lutar contra o coração é difícil 3 139 03/09/2022 - 19:29 Português
Poesia/Meditação Uma porta se abriu 3 125 03/08/2022 - 20:31 Português
Poesia/Amor Não passava de uma aventura 3 231 03/07/2022 - 23:44 Português
Poesia/Desilusão Não se pode mandar no coração 3 190 03/07/2022 - 12:19 Português
Poesia/Amor Por onde anda aquela saudade 3 166 03/06/2022 - 12:18 Português
Poesia/Pensamentos Um pensador cacerense disse... 3 214 03/05/2022 - 11:57 Português
Poesia/Meditação Livre e inabalável como o próprio vento 3 136 03/05/2022 - 11:52 Português
Poesia/Pensamentos O que tem do outro lado do muro? 3 167 03/04/2022 - 17:38 Português