CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

In Depedência

Passeavas-me
com uma trela estranguladora
envenenando-me
cada vez que tentava ir mais longe
que o limite que a trela me concedia.
Eu julgava-me livre nesse passeio
onde a tua a presença era constante.
Nunca conseguia me afastar de ti
pouco mais que um metro e meio.
Sufocava na implacável
rotina que me impunhas.
Não fazia nada sem ti.
Nem nada arriscava ser.
Foste o meu vicio criado em cativeiro.
Perdi a noção do tempo.
Hoje só me recordo da tua incubação.
Chegaste como chegas a todos.
De sorriso na cara e em bicos de pé.
Não me prometeste nada,
deste-me logo o que tinhas a dar,
o enlatado prazer evasivo.
A solúvel ausência de tudo
em que os meus dias naquela altura
tanto precisavam de se dissolver.
Já há muito que tinha arrotado
o que o universo me podia oferecer.
Faltavas tu.
E eu abri os braços para te receber.
Entreguei-te o ouro que nunca tive.
Por isso roubaste-me somente os dias. Dois anos de dias.
E eu roubei-te o que podia roubar...
.... A doce indiferença intravenosa para com o tudo e todos.
 

Submited by

quinta-feira, dezembro 23, 2010 - 16:44

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 33 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Saudades Uterinas* 0 832 02/21/2011 - 15:14 Português
Ministério da Poesia/Geral XR2044 0 919 02/21/2011 - 14:36 Português
Ministério da Poesia/Geral Torradas do Pão que o Diabo Amassa 0 712 02/21/2011 - 14:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Sopa de Queixumes 0 486 02/21/2011 - 14:32 Português
Ministério da Poesia/Geral Solidão 0 656 02/21/2011 - 14:31 Português
Ministério da Poesia/Geral Sentidos Apurados 0 815 02/21/2011 - 14:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Saldos da Vida 0 628 02/21/2011 - 14:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Realações Descartáveis 0 529 02/21/2011 - 14:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Prompt Etaminal 0 654 02/21/2011 - 14:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Poesia Neurocirurgica 0 439 02/21/2011 - 14:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Poema Solúvel 0 404 02/21/2011 - 14:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Perdas Derrotas e Amputações 0 601 02/21/2011 - 14:21 Português
Ministério da Poesia/Geral P de Tudo 0 351 02/21/2011 - 14:18 Português
Ministério da Poesia/Geral O Sistema 0 587 02/21/2011 - 14:17 Português
Ministério da Poesia/Geral O Meu Naufragio 0 336 02/21/2011 - 14:13 Português
Ministério da Poesia/Geral O Empréstimo 0 463 02/21/2011 - 14:12 Português
Ministério da Poesia/Geral O Ciclo 0 499 02/21/2011 - 14:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Mulher 0 547 02/21/2011 - 14:08 Português
Ministério da Poesia/Geral Modas Literarias 0 810 02/21/2011 - 14:06 Português
Ministério da Poesia/Geral Mnemonica 0 603 02/21/2011 - 14:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Mnemonica 0 340 02/21/2011 - 14:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Metada do que Sou 0 416 02/21/2011 - 14:02 Português
Ministério da Poesia/Geral Meno Zero 0 607 02/21/2011 - 14:00 Português
Ministério da Poesia/Geral Materializar 0 514 02/21/2011 - 13:59 Português
Ministério da Poesia/Geral Mãe 0 427 02/21/2011 - 13:56 Português