CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DOUTRINA

É o tempo que passa
E nos arrasta com ele.
Somos leves qual pássaro
Que, dentre os assobios das brisas,
Voa sem destino pelas veredas
Sem portos, sem estações.

Somos sobreviventes anônimos
Das infecções virulentas e bacterianas
Que assolam um planeta já febril.
Somos vítimas e assaz testemunhas
Das patologias que desregram o social
E nos lambuza de efeitos contagiosos.

Felizes somos nós que vivenciamos
As arestas desconhecidas das enfermidades
E as ultrapassamos com galhardia.
Resta-nos uma reflexão íntima
A fim de que possamos entender a vida
Como suporte sublime da Criação.

Que os conflitos pandêmicos ilustrem
Os corações de pedra...
Que o sofrimento que gera imposição
Possa transformar o mal em bem,
A tristeza em alegria,
A ignorância em conhecimento,
As trevas em luz!

Por si só, a vida é um milagre...
As mãos precisam se tocarem,
Os abraços necessitam produzir amor
Numa confraternização de fé!
Que este presente de hoje
Possa ser, amanhã,
Um passado de transfigurações
Em que o orgulho se dobre
Diante da humildade,
Que o egoísmo se retrate
E possa distribuir o verdadeiro alimento
Que seduz a alma: o amor!

Viver é estar plenamente consciente
Da responsabilidade com o próximo...
Que a hipocrisia seja ultrajada
Pela verdade que é altruísta.
Que as bocas não precisem prolatar
O “eu te amo”, pois que seja
Esta a premissa do olhar!
Que as mortes não hajam sido em vão,
Mas sacrifícios que regeneraram
O sabor da existência!

DE  Ivan de Oliveira Melo

Submited by

terça-feira, outubro 6, 2020 - 04:33

Poesia :

No votes yet

imelo

imagem de imelo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 18 semanas
Membro desde: 09/09/2009
Conteúdos:
Pontos: 1659

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of imelo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Onde está o sabor de viver ? 2 739 01/03/2010 - 23:31 Português
Poesia/Dedicado Mulher 1 806 01/03/2010 - 17:28 Português
Poesia/Amor Ósculo Roubado 2 990 01/03/2010 - 04:17 Português
Poesia/Amor Ilusão 3 407 01/03/2010 - 03:59 Português
Poesia/Geral Gíria & Amores 3 938 01/02/2010 - 10:27 Português
Poesia/Soneto Renovação 1 411 01/01/2010 - 00:06 Português
Poesia/Amor Doação 4 537 12/31/2009 - 21:21 Português
Poesia/Geral Tuas Palavras 3 416 12/31/2009 - 19:00 Português
Poesia/Amor Amo a poesia! 8 1.284 12/31/2009 - 12:06 Português
Poesia/Geral Rastros de Esperança 3 736 12/29/2009 - 04:04 Português
Poesia/Amor Adornos 2 1.886 12/28/2009 - 18:25 Português
Poesia/Geral Sonhos 1 562 12/27/2009 - 23:58 Português
Poesia/Amor Vida 4 484 12/27/2009 - 23:36 Português
Poesia/Amor Insano Amor 2 651 12/26/2009 - 12:44 Português
Poesia/Amor Viço 2 720 12/26/2009 - 12:24 Português
Poesia/Amor Essência de Amor 3 670 12/26/2009 - 03:15 Português
Poesia/Erótico Néctar do Amor 3 854 12/23/2009 - 03:11 Português
Poesia/Amor Nostalgia 3 682 12/23/2009 - 02:41 Português
Poesia/Amor Sonhos em Valsa 2 572 12/19/2009 - 20:05 Português
Poesia/Geral Pernoite 2 788 12/19/2009 - 19:58 Português
Poesia/Amor Transfiguração 3 545 12/18/2009 - 03:43 Português
Poesia/Comédia Bicho-de-Pé 5 1.260 12/17/2009 - 22:35 Português
Poesia/Amor Portão Magnético 2 704 12/15/2009 - 13:42 Português
Poesia/Geral Utopismo 2 598 12/09/2009 - 14:44 Português
Poesia/Geral Reflexões 2 890 12/09/2009 - 14:39 Português