CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Escrito Por Todos Nós

 

 

Corto-me sempre que escrevo.
Transpiro.
Liberto células epiteliais de géneros vários.
Fios de cabelo,
Substancias organicas,
Lágrimas
Saliva
E outros.
Mas para ser o meu código genético no final do texto
os a's t'c c,s e g,s
Nascem sempre
Em cortes que outros me fazem,
Ou quando ensanguento a minha roupa
Com o sangue de um animal que jazia no meio da estrada.
Quando por envolvência
Num acto de amar se trocam fluídos.
Quando o Barbeiro me põe a batina aos ombros
E esta apesar desta parecer imaculada contêm cabelos dos anteriores cortes.
Quando choro.
Quando rio.
São os verbos  a troca de vivências,
Condicionadas ou não por este ou aquele factor,
Que assinam com a Citosina, Guanina, Timina e Adenina,
Dispostas variadamente num número "infinito"
Em forma de escada Helicóide
Em tudo que escrevo.

Deixando-me assim, escrito por todos nós... pelo nosso ADN.

Submited by

quinta-feira, março 17, 2011 - 16:45

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 37 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Principio de Poema Aberto a Todos Os Poetas 4 353 04/01/2010 - 18:15 Português
Prosas/Pensamentos Poesia Neurocirurgica 1 735 03/31/2010 - 19:47 Português
Poesia/Amor Amo-te Mais ou Menos 3 571 03/30/2010 - 20:26 Português
Poesia/Geral A Cortina 1 714 03/04/2010 - 23:50 Português
Poesia/Geral A Cortina 2 426 03/04/2010 - 22:11 Português
Poesia/Comédia Sopa de Queixumes 4 512 03/04/2010 - 13:35 Português
Poesia/Poetrix O Empréstimo 5 729 03/02/2010 - 23:29 Português
Poesia/Tristeza O Nó 3 407 03/02/2010 - 15:30 Português