CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Falo do Estio

Sinto fazer sentido quando me lêem,
Não faz sentido escrever, vazio
De corpo e alma, como se
Fossem as pétalas sem cheiro e a rosa

Se acaso ninguém a cheirasse,
Ou o cheiro não fosse importante
Pro ser humano ou explicasse o que é terem
Os sentidos corpo e alma, vossa

A jornada de sentir tudo em pleno
E com urgência, sentindo bastante
E não quanto baste chover
Ou será a alma que me mente,

A chuva deixa enrugada a pele,
Resumiria deste modo tudo,
Quando vejo enrugado o mundo,
E falo sobre gentes e tempo,

Não de enxurradas mas do estio,
Quando não me vêm e sinto o vazio,
A pele enrugada a vista enevoada,
Parecendo chuva de nevoeiro,

Ou será a alma que me mente
Acerca da missão do corpo de sentir
Somente quando chove certo e quente,
Por mandato da ilusão.

Estivesse deitado e fosse pó, o sol
Se encarregaria de estender a mão
E desligar o botão donde me sai a voz
E talvez a alma que nada diz,

Que me conforte …

Jorge Santos (02/2017)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

sábado, fevereiro 10, 2018 - 20:16

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 2 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41021

Comentários

imagem de Joel

Falo do sítio

do s'tio falo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral “Semper aeternum” 211 1.630 03/30/2019 - 12:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Sei porque vejo, 222 2.313 03/30/2019 - 12:04 Português
Ministério da Poesia/Geral O poço do Oráculo… 30 327 12/02/2018 - 19:39 Português
Ministério da Poesia/Intervenção (Os Míseros não Têm Mando) 17 1.279 12/02/2018 - 19:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Canto ao dia, pra que à noite não… 19 198 12/02/2018 - 19:13 Português
Poesia/Geral (Meu reino é um prado morto) 24 1.076 12/02/2018 - 19:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Canção Cansei 24 1.345 12/02/2018 - 19:02 Português
Poesia/Geral Tenho um conto pra contar 16 865 12/02/2018 - 19:00 Português
Ministério da Poesia/Aforismo não sei quem sou 21 1.142 12/02/2018 - 18:58 Português
Ministério da Poesia/Geral Prazer da busca… 17 173 12/02/2018 - 18:56 Português
Ministério da Poesia/Geral Com a mesa encostada aos lábios… 12 453 12/02/2018 - 18:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Porque Poema és Tu 22 285 12/02/2018 - 18:47 Português
Poesia/Geral Nêsperas do meu encanto… 16 797 12/02/2018 - 18:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Natureza viva 13 462 12/02/2018 - 18:44 Português
Ministério da Poesia/Aforismo aresta ou 10 3.440 11/28/2018 - 17:38 Português
Ministério da Poesia/Dedicado teresa dia bom 12 1.423 11/28/2018 - 17:35 Português
Ministério da Poesia/Gótico ragon 10 2.698 11/28/2018 - 17:33 Português
Ministério da Poesia/Aforismo par 10 2.375 11/28/2018 - 17:27 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Joel 10 2.867 11/28/2018 - 17:26 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Vanda 11 2.319 11/28/2018 - 17:23 Português
Ministério da Poesia/Aforismo comentarios 10 2.160 11/28/2018 - 17:20 Português
Ministério da Poesia/Aforismo segredo 10 1.819 11/28/2018 - 17:18 Português
Ministério da Poesia/Aforismo atlhleta 10 2.549 11/28/2018 - 17:16 Português
Ministério da Poesia/Aforismo Regresso ao mar 10 1.521 11/28/2018 - 17:14 Português
Ministério da Poesia/Aforismo miopia humana 10 1.321 11/28/2018 - 17:12 Português