CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A festa da natureza (Patativa do Assaré)

Na seca inclemente do nosso Nordeste,
O sol é mais quente e o céu mais azul
E o povo se achando sem pão e sem veste,
Viaja à procura das terra do Sul.

De nuvem no espaço, não há um farrapo,
Se acaba a esperança da gente roceira,
Na mesma lagoa da festa do sapo,
Agita-se o vento levando a poeira.

A grama no campo não nasce, não cresce:
Outrora este campo tão verde e tão rico,
Agora é tão quente que até nos parece
Um forno queimando madeira de angico.

Na copa redonda de algum juazeiro
A aguda cigarra seu canto desata
E a linda araponga que chamam Ferreiro,
Martela o seu ferro por dentro da mata.

O dia desponta mostrando-se ingrato,
Um manto de cinza por cima da serra
E o sol do Nordeste nos mostra o retrato
De um bolo de sangue nascendo da terra.

Porém, quando chove, tudo é riso e festa,
O campo e a floresta prometem fartura,
Escutam-se as notas agudas e graves
Do canto das aves louvando a natura.

Alegre esvoaça e gargalha o jacu,
Apita o nambu e geme a juriti
E a brisa farfalha por entre as verduras,
Beijando os primores do meu Cariri.

De noite notamos as graças eternas
Nas lindas lanternas de mil vagalumes.
Na copa da mata os ramos embalam
E as flores exalam suaves perfumes.

Se o dia desponta, que doce harmonia!
A gente aprecia o mais belo compasso.
Além do balido das mansas ovelhas,
Enxames de abelhas zumbindo no espaço.

E o forte caboclo da sua palhoça,
No rumo da roça, de marcha apressada
Vai cheio de vida sorrindo, contente,
Lançar a semente na terra molhada.

Das mãos deste bravo caboclo roceiro
Fiel, prazenteiro, modesto e feliz,
É que o ouro branco sai para o processo
Fazer o progresso de nosso país.

Antônio Gonçalves da Silva "Patativa do Assaré".

Submited by

quinta-feira, setembro 8, 2011 - 23:08

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 20 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Queria apenas falar de um Natal... 3 1.249 11/15/2009 - 21:54 Português
Poesia/Dedicado Arcas de Natal 3 1.436 11/20/2009 - 04:02 Português
Poesia/Dedicado Natal: uma prece 1 1.214 11/24/2009 - 12:28 Português
Poesia/Aforismo Uma crônica de Natal 3 1.227 11/26/2009 - 04:00 Português
Poesia/Meditação Natal: A paz do Menino Deus! 2 1.190 12/13/2009 - 12:32 Português
Poesia/Dedicado Auto de Natal 2 801 12/16/2009 - 03:43 Português
Poesia/Dedicado Mensagem de Natal-Ano Novo aos Poetas (2009) 3 1.355 12/25/2009 - 12:44 Português
Poesia/Dedicado Telas e cenas de vida (tributo aos pintores) 2 724 01/25/2010 - 02:53 Português
Poesia/Meditação A mulher e o atleta 2 1.339 01/29/2010 - 04:04 Português
Poesia/Aforismo Fases 1 2.002 01/29/2010 - 16:47 Português
Poesia/Meditação A vida foge... 1 1.560 02/01/2010 - 03:02 Português
Poesia/Meditação Uno 1 1.077 02/04/2010 - 17:20 Português
Poesia/Dedicado Violeiro: vida breve... 1 1.574 02/08/2010 - 01:48 Português
Poesia/Aforismo Sombras 3 1.226 02/12/2010 - 04:53 Português
Poesia/Amor Fica... 1 936 02/15/2010 - 03:28 Português
Poesia/Intervenção Porquê? 1 956 02/17/2010 - 21:21 Português
Poesia/Meditação Entes 2 1.467 03/04/2010 - 01:11 Português
Poesia/Meditação Espelho d´água 2 1.364 03/04/2010 - 01:17 Português
Poesia/Meditação Pobreza 1 1.717 03/07/2010 - 16:07 Português
Poesia/Amor Versos Eternos 2 1.752 03/09/2010 - 16:15 Português
Poesia/Acrósticos Espírito das Mulheres (Tributo ao Dia Internac. Mulheres) 2 1.984 03/11/2010 - 05:56 Português
Poesia/Dedicado Vida de Camelô 3 1.245 03/15/2010 - 00:07 Português
Poesia/Meditação Versos escorrem como a seiva vital 1 1.703 04/09/2010 - 17:58 Português
Poesia/Aforismo Rio: cidade sitiada (retrato do descaso) 3 1.108 04/12/2010 - 15:14 Português
Poesia/Meditação Morro do Bumba: atol da morte 1 1.265 04/12/2010 - 16:47 Português