CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fico dentro dos livros

fico dentro dos livros, estava na estação e adormeci, pelo corredor caminhava Alice , estava apressada, sem que lhe perguntasse nada disse num inglês imperceptível que aquela sexta feira era um dia complicado, tinha muitos assuntos na agenda e não tinha mais analgésicos na mala. Estava dentro dos livros, parecia uma folha de árvore dentro de um bule de chá. O comboio apitou, a velocidade com que andava parecia o desfolhar das páginas de um livro. Queres saber se há alguma farmácia de serviço, precisavas de um abraço longo e de um ouvido encostado ao peito como se escutasses uma frequência de rádio, mas não queres ouvir nada, não queres saber quem ganhou o jogo de sábado passado, nem porque a tua amiga de liceu se atirou de uma janela e agora está rodeada de flores num jardim a dormir em paz, estás apressada, tens de chegar a casa e atiras-te para cima da cama, não vais comer nada antes, não vais tomar duche, vais fechar os olhos e desejar que o Humphrey bogart venha cantar-te uma canção, queres ouvir as suas palavras cínicas e o som do piano galopando nos teus ouvidos como um cavalo bravo. Fico dentro dos livros, quando eu era criança protegia-me dos cães e dos homens e agora tenho confiança nas palavras dos livros, bato-te á porta, tu abres, a farmácia não vende livros, comprei lenços de papel, já viste lenços de papel a voar, parecem nuvens. Fico dentro dos livros, agora vou sair, riscar os telefones e tomar um copo, vai saber-me bem rever aquele filme e rever as palavras daquele filme e voar como um lenço de papel que parece uma nuvem

Lobo

Submited by

segunda-feira, agosto 5, 2013 - 17:35

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

lobo

imagem de lobo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 21 semanas
Membro desde: 04/26/2009
Conteúdos:
Pontos: 2592

Comentários

imagem de Danielagomes

Fico dentro dos livros.

Olá amigo Lobo, tu ficas dentro dos livros e tua poesia fica dentro do meu coração. Sua poesia é sempre uma leitura muito agradável. Abraços!

imagem de Joel

Fico dentro dos livros

Fico dentro dos livros

imagem de Joel

Fico dentro dos livros

Fico dentro dos livros

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of lobo

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Aforismo Que grande golo 0 717 05/29/2009 - 16:27 Português
Poesia/Aforismo O lugar onde pões os olhos 0 869 06/05/2009 - 11:55 Português
Poesia/Comédia Anda alguem a desacertar o relogio do mundo parte 2 0 873 11/17/2010 - 23:41 Português
Poesia/Aforismo Esclarecimento 0 1.095 11/17/2010 - 23:41 Português
Poesia/Aforismo {Empty title} 0 613 08/15/2009 - 17:09 Português
Poesia/Amor Não vai fazer frio 0 645 04/09/2013 - 16:34 Português
Poesia/Aforismo Escrever no pão este remorso... 0 907 04/13/2010 - 16:44 Português
Poesia/Comédia Faço a barba com a caligrafia dos poemas 0 440 11/18/2010 - 16:01 Português
Poesia/Aforismo Meteu tudo no centrifugador 0 669 04/17/2010 - 14:05 Português
Poesia/Dedicado Agora é a água dentro dele que canta 0 845 11/18/2010 - 16:08 Português
Poesia/Aforismo Nao há luz na planicie 0 678 06/03/2010 - 14:29 Português
Poesia/Aforismo O corpo cansado descançou nos livros 0 1.007 11/18/2010 - 16:15 Português
Poesia/Aforismo o entendimento completo da morte. 0 419 11/18/2010 - 16:15 Português
Poesia/Dedicado Canta-me uma canção 0 715 06/26/2010 - 16:07 Português
Poesia/Aforismo Depois do corpo vem a eternidade 0 499 07/14/2010 - 17:22 Português
Poesia/Aforismo Os soldados mostram ás estrelas ferimentos de guerra 0 512 11/18/2010 - 16:27 Português
Poesia/Aforismo Os vagabundos da minha rua 0 612 07/24/2010 - 02:43 Português
Poesia/Aforismo Em s Bento ou água benta ou atrevimento 0 1.241 11/18/2010 - 16:27 Português
Poesia/Aforismo O que se pode fazer quando a noite dorme no teatro 0 1.052 11/18/2010 - 16:32 Português
Poesia/Aforismo As roupas incendiadas 0 1.273 09/07/2010 - 16:00 Português
Prosas/Contos Vais começar a voar 0 737 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Outros desassunto 0 1.241 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Ficção Cientifica O desafinador de criações 0 1.313 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Outros Os meus gastos dias 0 552 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Outros Deitou-lhe terra sobre os pés 0 859 11/18/2010 - 23:47 Português