CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fico dentro dos livros

fico dentro dos livros, estava na estação e adormeci, pelo corredor caminhava Alice , estava apressada, sem que lhe perguntasse nada disse num inglês imperceptível que aquela sexta feira era um dia complicado, tinha muitos assuntos na agenda e não tinha mais analgésicos na mala. Estava dentro dos livros, parecia uma folha de árvore dentro de um bule de chá. O comboio apitou, a velocidade com que andava parecia o desfolhar das páginas de um livro. Queres saber se há alguma farmácia de serviço, precisavas de um abraço longo e de um ouvido encostado ao peito como se escutasses uma frequência de rádio, mas não queres ouvir nada, não queres saber quem ganhou o jogo de sábado passado, nem porque a tua amiga de liceu se atirou de uma janela e agora está rodeada de flores num jardim a dormir em paz, estás apressada, tens de chegar a casa e atiras-te para cima da cama, não vais comer nada antes, não vais tomar duche, vais fechar os olhos e desejar que o Humphrey bogart venha cantar-te uma canção, queres ouvir as suas palavras cínicas e o som do piano galopando nos teus ouvidos como um cavalo bravo. Fico dentro dos livros, quando eu era criança protegia-me dos cães e dos homens e agora tenho confiança nas palavras dos livros, bato-te á porta, tu abres, a farmácia não vende livros, comprei lenços de papel, já viste lenços de papel a voar, parecem nuvens. Fico dentro dos livros, agora vou sair, riscar os telefones e tomar um copo, vai saber-me bem rever aquele filme e rever as palavras daquele filme e voar como um lenço de papel que parece uma nuvem

Lobo

Submited by

segunda-feira, agosto 5, 2013 - 17:35

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

lobo

imagem de lobo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 21 semanas
Membro desde: 04/26/2009
Conteúdos:
Pontos: 2592

Comentários

imagem de Danielagomes

Fico dentro dos livros.

Olá amigo Lobo, tu ficas dentro dos livros e tua poesia fica dentro do meu coração. Sua poesia é sempre uma leitura muito agradável. Abraços!

imagem de Joel

Fico dentro dos livros

Fico dentro dos livros

imagem de Joel

Fico dentro dos livros

Fico dentro dos livros

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of lobo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Quando o sol se derrete 0 1.635 12/27/2011 - 19:14 Português
Poesia/Geral Eu não sei nada 0 998 12/27/2011 - 15:15 Português
Poesia/Dedicado Com fome não se faz a sopa 1 1.084 12/26/2011 - 18:39 Português
Poesia/Dedicado Ó sol preciso dos teus raios 1 382 12/26/2011 - 18:29 Português
Poesia/Aforismo Ao redor do fogo 0 761 12/26/2011 - 15:50 Português
Poesia/Geral Atrás da porta eu fico 0 734 12/24/2011 - 18:34 Português
Poesia/Dedicado Não vou ficar com a tristeza 0 690 12/23/2011 - 14:48 Português
Poesia/Geral Como se faz a casa 0 994 12/23/2011 - 11:52 Português
Poesia/Geral Aquece as palavras 0 704 12/19/2011 - 16:03 Português
Poesia/Geral Esperamos a solidão 0 753 12/17/2011 - 21:29 Português
Poesia/Dedicado Agora já não vou fazer planos 0 543 12/16/2011 - 12:43 Português
Poesia/Geral Dentro das páginas 1 777 12/16/2011 - 03:19 Português
Poesia/Geral Carta 0 788 12/15/2011 - 15:36 Português
Poesia/Geral O mar vê-se dos teus olhos 1 701 12/15/2011 - 00:41 Português
Poesia/Geral A cidade... 0 663 12/14/2011 - 17:19 Português
Poesia/Geral Nós fazemos a viagem 0 739 12/13/2011 - 11:50 Português
Poesia/Intervenção O mar é o teu animal 0 818 12/05/2011 - 01:08 Português
Poesia/Dedicado Na poesia do prato da fruta 0 784 12/05/2011 - 00:06 Português
Poesia/Aforismo O barro moldado na transpiração 0 885 11/30/2011 - 18:23 Português
Poesia/Aforismo Agora nada me está faltando 0 840 11/30/2011 - 12:23 Português
Poesia/Intervenção O velho caminho ferroviario 0 687 11/29/2011 - 12:37 Português
Poesia/Canção A árvore que está no meio 0 859 11/27/2011 - 21:41 Português
Poesia/Dedicado se a água corta-se 0 898 11/27/2011 - 21:37 Português
Poesia/Geral Dá-me o teu lado inquieto 0 795 11/23/2011 - 17:19 Português
Poesia/Geral Se tu soltares a lua 3 1.048 11/22/2011 - 20:28 Português