CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

foi ao espelho e nunca mais voltou...

pequena prosa poética

hoje está morta, porque hoje ela casualmente se viu ao espelho, e viu um rosto velho, podia ter ficado indiferente, mas tristemente padeceu quando viu esse rosto sombrio...pensou enlouquecer... ah...pensem o que quiserem, ficou triste sim, tão triste que as nuvens pararam para chorar com ela, e a chorar também o vento que ouviu o lamento, sentiu esmorecer-lhe o coração, e diz-lhe descuidado como quem segreda um recado...no espelho, já foste trigo por colher, agora és uma seara seca à míngua pronta para morrer...
conserva como relíquia um poema maduro mas sem futuro, espreita o tempo a um canto da vidraça e refaz-se abraçada à criança que foi, assim passa o tempo e a dor não dói ...entre a memória da primavera e o outono caído ao chão, traz sonhos a escorrer do verão...e aos ombros uns salpicos de saudade, onde o inverno é já verdade.

natalia nuno

Submited by

quinta-feira, abril 14, 2016 - 16:46

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 18 semanas 3 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza IRONIA 0 651 12/25/2010 - 19:07 Português
Poesia/Desilusão REFLEXO 0 1.489 12/23/2010 - 22:34 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O CÉU E A TERRA 0 869 12/23/2010 - 18:40 Português
Poesia/Desilusão LOUCURA 0 619 12/23/2010 - 15:53 Português
Poesia/Desilusão O POEMA NÃO SABE 2 818 12/22/2010 - 23:00 Português
Poesia/Tristeza SEGREDANDO 0 637 12/22/2010 - 22:56 Português
Poesia/Desilusão NÃO SEI AO CERTO 0 830 12/22/2010 - 16:47 Português
Poesia/Desilusão E NADA TEM SENTIDO 0 628 12/21/2010 - 19:58 Português
Poesia/Tristeza TARDE QUIETA 0 547 12/21/2010 - 19:53 Português