CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

foi preciso te encontrar

foi preciso te encontrar para perder o meu chão e a minha pátria, para mergulhar em exílio voluntário e esquecer o nome da terra em que piso. foi por causa dos teus descaminhos que se embaralharam as minhas rotas e acabei por aceitar o meu destino: já não podia mais ser salvo, já não havia mais resgate. por causa deles desfiz as minhas fronteiras e tornei-me o meu próprio horizonte, as minhas vontades fora do meu alcance. vassalo das tuas ambições, súbdito  da  tua sorte. foi por causa do que dizias que os meus ouvidos se tornaram escravos unicamente do que fosse teu eco. foi por ouvir os teus ruídos e a tua respiração enquanto me afundava em ti que acreditei que pudesse ser o teu dono e que também me possuías. foi por me tocares como só tu sabias e por causa do cor-de-rosa das nossas línguas a enroscarem-se que mergulhei submisso no desconserto, como um náufrago que desiste de lutar. restou a certeza de que não seria possível acordar ao lado de mais ninguém a não ser que voltasse a ser eu mesmo.

Poema do livro Crônicas do Amor Impossível
a venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim

Submited by

sexta-feira, setembro 28, 2012 - 03:35

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

jardim

imagem de jardim
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 10 semanas
Membro desde: 07/28/2012
Conteúdos:
Pontos: 358

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of jardim

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Amor ando só pelas ruas desta cidade fria e vazia 0 445 01/22/2017 - 11:55 Português
Poesia/Amor decifrando teus abismos 0 1.036 01/26/2017 - 11:06 Português
Poesia/Amor deslizo desnudo 0 240 01/22/2017 - 11:53 Português
Poesia/Amor escrevi teu nome no vento 0 318 01/24/2017 - 20:34 Português
Poesia/Amor eternos dias 0 957 01/29/2017 - 12:59 Português
Poesia/Amor foram eternos dias 0 986 01/31/2017 - 11:35 Português
Poesia/Amor guardei para ti rosas e versos 0 935 02/01/2017 - 19:34 Português
Poesia/Amor o pretérito é um gigantesco oco 0 199 01/21/2017 - 13:03 Português
Videos/Poesia A casa está vazia 0 1.158 10/17/2012 - 15:34 Português
Poesia/Amor a casa está vazia 2 445 07/29/2012 - 08:58 Português
Poesia/Amor a casa está vazia 0 2.635 01/30/2017 - 12:01 Português
Poesia/Amor acostumamos-nos 0 484 08/02/2012 - 01:23 Português
Poesia/Amor algo se quebrou no universo 0 639 10/04/2012 - 02:28 Português
Poesia/Amor algo se quebrou no universo 0 2.017 02/01/2017 - 19:38 Português
Poesia/Amor andei pelas avenidas 1 597 06/19/2014 - 23:18 Português
Poesia/Amor andei pelas avenidas até minhas pernas se confundirem com o asfalto. 0 925 01/27/2017 - 10:40 Português
Poesia/Amor ando pelas ruas molhadas 0 280 01/20/2017 - 17:46 Português
Poesia/Amor antes 0 471 06/13/2014 - 15:18 Português
Poesia/Amor antes que eu pudesse me dar conta 0 1.045 02/01/2017 - 19:40 Português
Poesia/Amor beijo 0 3.591 08/20/2014 - 07:58 Português
Fotos/Pessoais bienal 0 2.058 01/22/2017 - 12:01 Português
Fotos/Pessoais bienal 0 1.474 01/22/2017 - 12:02 Português
Fotos/Pessoais bienal 0 1.508 01/22/2017 - 12:02 Português
Fotos/Pessoais bienal 0 2.158 01/22/2017 - 12:03 Português
Poesia/Amor como se não te avistasse 0 292 01/25/2017 - 12:56 Português