CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

grito mudo

Tentei
Mas sem tentar tentava
Ria da calma aparentemente apática
Que me rodeava e
apagava a alma

A penúria dessa calma entrava no meu serenar
Deixava-me perdidamente confuso
Entre o burburinho circundante
Que aparecia a invadir o vazio
como se de um grito se tratasse

Não posso...
Acredito que nesse momento
Interiorizei a necessidade de olhar
para quem me mirava por detrás

Não sei...
Ninguém...
Não será ninguém...
Pensei...

Irremediavelmente também não interessa...
Desde que a calma continue aparentemente serena,
E o grito invada o burburinho latente.

Submited by

sexta-feira, abril 13, 2012 - 00:15

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Rui Lima

imagem de Rui Lima
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 40 semanas
Membro desde: 03/04/2011
Conteúdos:
Pontos: 1582

Comentários

imagem de Adolfo

Que calma?!

É o desespero que consome a fala: gritaste ou pensaste gritar?Um silêncio que consome a alma...

imagem de Rui Lima

Mais que a alma Adolfo...

Mais que a alma Adolfo... mais que a alma...

a vida... os momentos... a memória... a calma...

Agradecido por este teu comentário.

Abraço
Rui Lima

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Rui Lima

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Tudo nos corrompe 0 1.191 03/05/2011 - 01:58 Português
Poesia/Pensamentos Distorcion of the Sound 0 1.938 03/05/2011 - 01:55 inglês
Poesia/Meditação Temática da vida 0 2.548 03/05/2011 - 00:49 Português
Poesia/Meditação Raiz do Pensamento 0 2.647 03/05/2011 - 00:37 Português