CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Indiferença

Indiferença

I

Busquei a perfeição do toque
Da grafite no branco do papel
Branca como espuma flutuante
Densa como o navegar de mastros.

Passos, passos, passos
Navio de linho enegrecido
Ancorado no arcabouço do Oceano
Tu queres uma morada no flamengo ou em brasiliana.

Vagos passos
Vagos homens
Vagos mastros,
Que navegam.

Desabrochar
Necessidade
Amor
Maresia
Mormaço
Fantasia
Morte.

Ah, a morte mata o homem
Que quer matar a morte que vive
Vive longe, muito longe
Lá pras pancadas do mar.

II

A matéria vive
A matéria não morre de fome
O homem sobrevive
Em sua couraça.

As ruas me dão medo
As casas me remetem medo
Tenho medo deste teatro
Em que todos usam máscaras.

Máscaras de politicagem
Máscaras de ladroagem
Máscaras de esposas perfeitas
Máscaras de choferes
Máscaras de assassinos
Mas máscaras.

E quando perdem a máscara
Os homens ficam loucos.

III

Medo, medo, medo
A arte esta morta
E as cores para não ficarem tristes
Foram pedir esmolas na Bezerra de Menezes.

Asco, asco, asco
Cansaço.

IV

Tenho vontade de tomar um copo com cianureto
Mas todo mundo sabe que bebida é coisa séria
Beber em Copacabana é diferente,
É diferente de beber na Beira mar
É diferente de beber numa favela
É diferente
Mas o gosto é o mesmo.

A última vez que tomei cianureto
Era em dia claro de inverno
Amores, tédio, medo, solidão
Foi isto que me fez beber.

Antes escrevia poemas para homens
Hoje. Ah.
Hoje escrevo para os mortos.

Para Anderson Gomes Ávila Mendes

Submited by

segunda-feira, maio 3, 2010 - 05:35

Poesia :

No votes yet

ntistacien

imagem de ntistacien
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 horas 11 minutos
Membro desde: 04/22/2010
Conteúdos:
Pontos: 229

Comentários

imagem de Henrique

Re: Indiferença

Bom poema!!!

:-)

imagem de Susan

Re: Indiferença

Bonita homenagem , acredito ser bom lembrar dos mortos com carinho e desejar-lhes que estejam em Paz.
Abraço
Susan

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ntistacien

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Feliz mesmo é poder olhar para os céus e contemplar teu olhar. Embriagar-se de amor e, ainda assim, continuar sóbrio. 0 7 01/15/2019 - 14:56 Português
Poesia/Pensamentos Foi a ingenuidade de seu olhar que desarmou meu nefasto coração. 0 7 01/15/2019 - 14:55 Português
Poesia/Geral A filosofia do lagarto: Autotomia 0 7 01/15/2019 - 14:51 Português
Poesia/Geral Silencioso grito a Brasiliana 0 10 01/14/2019 - 03:46 Português
Poesia/Geral Tempo 0 16 01/14/2019 - 03:02 Português
Poesia/Meditação Em pedaços 0 10 01/14/2019 - 02:50 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 17 01/13/2019 - 05:47 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 13 01/13/2019 - 05:45 Português
Poesia/Aforismo A virtude reside sob a máscara que admite existência em outrem. 0 13 01/13/2019 - 05:43 Português
Poesia/Desilusão Em pedaços 0 18 01/10/2019 - 02:15 Português
Poesia/Meditação Avulso 0 23 01/10/2019 - 01:55 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 104 11/10/2018 - 18:26 Português
Poesia/Amor Para um colibri 0 83 11/10/2018 - 17:32 Português
Poesia/Geral Flores de abril 0 112 11/10/2018 - 17:21 Português
Poesia/Geral Vazio poema 1 275 11/14/2013 - 12:46 Português
Poesia/Geral Vazio poema 0 180 11/12/2013 - 22:34 Português
Poesia/Geral Ausência e Solidão 1 295 11/01/2013 - 06:06 Português
Poesia/Geral Poema a um anjo 0 515 07/03/2011 - 04:22 Português
Poesia/Geral Vago poema 0 314 06/29/2011 - 00:58 Português
Poesia/Geral Sonata de Outono 0 302 06/06/2011 - 16:53 Português
Fotos/ - a 0 724 11/23/2010 - 23:55 Português
Poesia/Amor Confissão de um poeta 0 326 11/18/2010 - 15:41 Português
Poesia/Geral Olhar 0 341 11/18/2010 - 15:40 Português
Poesia/Geral Representação 0 330 11/18/2010 - 15:39 Português
Poesia/Aforismo Notícia 0 294 11/18/2010 - 15:39 Português