CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Indigestão

Enquanto MUITOS apodrecem na míseria,
POUCOS comem e defecam luxo...

Submited by

sexta-feira, setembro 21, 2012 - 01:28

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Star Girl

imagem de Star Girl
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 45 semanas
Membro desde: 03/05/2011
Conteúdos:
Pontos: 1111

Comentários

imagem de Adolfo

Incômodo dianta do qual todos

Incômodo dianta do qual todos calam,
No estômogo algo a se revirar:
Um discrepância gritante
Vertida numa análoga ânsia....

imagem de Adolfo

Terceiro Cavaleiro

Não me haveria como não lembrar:

OS DOENTES VIII - Augusto dos Anjos

Em tomo a mim, nesta hora, estriges voam,
E o cemitério, em que eu entrei adrede,
Dá-me a impressão de um boulevard que fede,,
Pela degradação dos que o povoam.
Sem ter, como Ugolino, uma cabeça
Que possa mastigar na hora da morte

E nua, após baixar ao caos budista,
Vem para aqui, nos braços de um canalha
Porque o madapolão para a mortalha
Custa 1$2OO ao lojista!

Que resta das cabeças que pensaram?!
E afundado nos sonhos mais nefastos,
Ao pegar num milhão de miolos gastos,
Todos os meus cabelos se arrepiaram.

Os evolucionismos benfeitores
Que por entre os cadáveres caminham,
Iguais a irmãs de caridade, vinham
Com a podridão dar de comer às flores!

Os defuntos então me ofereciam
Com as articulações das mãos inermes,
Num prato de hospital, cheio de vermes,
Todos os animais que apodreciam!

E possível que o estômago se afoite
(Muito embora contra isto a alma se irrite)
A cevar o antropófago apetite,
Comendo carne humana, à meia-noite!

Com uma ilimitadíssima tristeza,
Na impaciência do estômago vazio,
Eu devorava aquele bolo frio
Feito das podridões da Natureza!

E hirto, a camisa suada, a alma aos arrancos,
Vendo passar com as túnicas obscuras,
As escaveiradíssimas figuras
Das negras desonradas pelos brancos;

Pisando, como quem salta, entre fardos,
Quanta gente, roubada à humana coorte
Entregues, ao clarão de alguns archotes,
À sodomia indigna dos moscardos;

Eu maldizia o deus de mãos nefandas
Que, transgredindo a igualitária regra
Da Natureza, atira a raça negra
Ao contubérnio diário das quitandas!

Na evolução de minha dor grotesca,
Eu mendigava aos vermes insubmissos
Como indenização dos meus serviços,
O benefício de uma cova fresca.

Manhã E eis-me a absorver a luz de fora,
Como o íncola do pólo ártico, às vezes,
Absorve, após a noite de seis meses,
Os raios caloríficos da aurora.

Nunca mais as goteiras cairiam
Como propositais setas malvadas,
No frio matador das madrugadas,
Por sobre o coração dos que sofriam!

Do meu cérebro á absconsa tábua rasa
Vinha a luz restituir o antigo crédito,
Proporcionando-me o prazer Inédito,
De quem possui um sol dentro de casa.

Era a volúpia fúnebre que os ossos
Me inspiravam, trazendo-me ao sol claro,
À apreensão fisiológica do faro
O odor cadaveroso dos destroços!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Star Girl

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Sedento 1 441 03/06/2018 - 14:04 Português
Poesia/Geral Querido Outono 3 621 02/27/2018 - 10:09 Português
Poesia/Meditação O brilho na pupila 0 448 12/14/2015 - 03:40 Português
Poesia/Desilusão Desejo 0 404 12/14/2015 - 03:35 Português
Poesia/Meditação Sopro 0 631 01/14/2014 - 03:05 Português
Poesia/Geral Tudo na vida é um aprendizado 2 527 05/01/2013 - 18:08 Português
Poesia/Geral Anemona do Vento 2 768 03/16/2013 - 20:34 Português
Poesia/Tristeza Somente meu... 3 1.192 03/15/2013 - 18:52 Português
Poesia/Desilusão Consciencia limpa 0 580 03/14/2013 - 23:15 Português
Poesia/Geral Extrair o melhor do pior... 5 919 11/23/2012 - 21:52 Português
Poesia/Geral Perdida no teu Ser.. 8 1.117 11/11/2012 - 16:02 Português
Poesia/Intervenção Indigestão 2 565 09/21/2012 - 17:37 Português
Poesia/Tristeza A viagem... 4 905 09/21/2012 - 01:47 Português
Poesia/Amor Um soldado na minha vida... 3 1.145 09/20/2012 - 02:46 Português
Poesia/Geral Mundo corrompedor 3 746 09/13/2012 - 19:36 Português
Poesia/Geral Absoluto 2 721 07/07/2012 - 23:52 Português
Poesia/Desilusão O drama da decepção 6 880 05/17/2012 - 16:02 Português
Poesia/Geral Perfeição dos loucos... 8 1.293 04/25/2012 - 16:28 Português
Poesia/Geral Anomalia do tempo 6 1.091 04/24/2012 - 19:49 Português
Poesia/Geral Ressuscitando das cinzas 4 843 03/24/2012 - 19:01 Português
Poesia/Amor A dor do amor 12 958 03/24/2012 - 18:53 Português
Poesia/Amor Historinha de amor 4 740 02/29/2012 - 12:37 Português
Poesia/Geral Pobre mentira 8 787 02/10/2012 - 18:41 Português
Poesia/Amor Matérias da vida 2 707 01/30/2012 - 14:56 Português
Poesia/Geral FANTASMINHA 1 998 12/15/2011 - 01:05 Português