CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

INGÊNUO


 
O poeta em sua ingênua adolescência
o brilho e a beleza da estrela enaltece.
A estrela desconhece sua diva aparência
e ignora o urdidor que o seu brilho tece.

Com brilhos e luzes espalham os astros
caminhos e estradas pelo firmamento.
Estrelas cadentes deixam seus rastros
como rimas na fração de um momento.

Atônitos, ingênuos olhamos para o céu
procurando um verso para falar de amor;
mas, tudo é passageiro e se perde ao léu
e impera a saudade e permanece a dor.

J. Thamiel
Guarulhos, 13.03.18
18:07

Submited by

terça-feira, março 13, 2018 - 22:08

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 12 minutos
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3948

Comentários

imagem de Joel

mas não consigo evitá-la É

mas não consigo evitá-la É verdade, a dor é tão importante quanto a paz da natureza e o que ela me traz

imagem de Joel

mas não consigo evitá-la É

mas não consigo evitá-la É verdade, a dor é tão importante quanto a paz da natureza e o que ela me traz

imagem de Joel

Creio no universo como um

Creio no universo como um homem vulgar,
Não tenho filosofia que me defina,
Nem lugar em que gostasse de falecer,
Não consinto a vida, assimilo-a como a morfina,

imagem de Joel

tudo é passageiro excepto o

tudo é passageiro excepto o motorista e o cobrador

imagem de Joel

permanece a dor.

permanece a dor.

imagem de J. Thamiel

A dor é tão importante quanto

A dor é tão importante
quanto a saudade e os
caminhos que nos podem
mostrar o universo.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral O BÊBADO 1 1.798 05/09/2019 - 16:06 Português
Poesia/Geral GREYS E REPTILIANOS 0 2.266 04/02/2019 - 12:39 Português
Poesia/Amor H E L O I S A 0 2.669 03/15/2019 - 04:54 Português
Poesia/Gótico A B A N D O N O 0 2.980 03/14/2019 - 01:40 Português
Poesia/Geral A PARTIDA 0 1.863 03/05/2019 - 13:42 Português
Poesia/Desilusão C R E N T E 0 2.771 02/28/2019 - 17:06 Português
Poesia/Fantasia POSSO SER DEUS 0 1.911 02/20/2019 - 15:16 Português
Poesia/Dedicado O BOM POETA - (Homenagem) 0 2.408 02/07/2019 - 17:38 Português
Poesia/Geral A CALMA DA GRANDE CIDADE 0 2.922 02/05/2019 - 15:52 Português
Poesia/Geral ÁGUA DA MORINGA 0 2.200 02/02/2019 - 12:50 Português
Poesia/Geral NUVEM NEGRA 0 2.398 01/27/2019 - 15:46 Português
Poesia/Dedicado CADÊ OS POETAS? 0 1.890 01/21/2019 - 17:43 Português
Poesia/Geral ILUSÃO LETAL 0 3.157 01/15/2019 - 18:32 Português
Poesia/Intervenção AUTENTICIDADE 0 3.531 01/15/2019 - 17:00 Português
Poesia/Intervenção POEMA... PRA QUÊ? 0 2.317 01/14/2019 - 13:40 Português
Poesia/Geral LEMBRANÇAS DE PIRACAIA 0 1.998 01/11/2019 - 15:43 Português
Poesia/Dedicado 590 DEGRAUS - Acesso ao Cruzeiro de Piracaia 0 3.781 01/05/2019 - 14:51 Português
Poesia/Geral SOBRE MIM, NÃO IRIA DIZER NADA 0 2.905 12/27/2018 - 17:45 Português
Poesia/Amor H E L O I S A 1 2.865 12/20/2018 - 16:32 Português
Poesia/Fantasia SEMIDEUS 0 4.330 12/17/2018 - 11:41 Português
Poesia/Geral M É R I T O 0 2.173 12/07/2018 - 11:54 Português
Poesia/Geral CASTRO ALVES, O POETA INFANTE 0 2.586 11/30/2018 - 11:49 Português
Poesia/Meditação REFLETINDO COM A GALINHA 0 3.625 11/29/2018 - 16:02 Português
Poesia/Geral P R I S Ã O 3 3.487 11/25/2018 - 20:22 Português
Poesia/Meditação A T R I L H A 0 3.939 11/23/2018 - 18:24 Português